Coaching – Consolidação ou Banalização?

O coaching é uma prática que tem se expandido rapidamente graças aos resultados que produz. Seja no âmbito empresarial, profissional ou individual, o coaching emerge como um processo altamente eficaz para uma série de finalidades que vão de atingir objetivos estabelecidos a promover mudanças comportamentais positivas e duradouras; do desenvolvimento de lideranças à elevação da performance; da aquisição de competências ao aumento da lucratividade do negócio.
Artigo publicado na Start-Up Magazine, revista especializada em novos negócios, afirma que o coaching é a segunda profissão que mais cresce no mundo, atrás apenas das profissões ligadas à TI (tecnologia da informação). Porém, se considerarmos as profissões “home-based” (que podem ser praticadas em casa), o coaching fica em primeiro lugar.



Tudo isso aponta para a tendência de consolidação do coaching como um processo realmente confiável e eficaz, certo? A princípio sim. Mas cabe observar que esse crescimento impressionante, aliado ao fato de que o coaching não é uma profissão regulamentada, pode levar a alguns mal-entendidos. Como não existem exigências legais quanto à formação necessária para que alguém use o título de coach, há quem fique com a impressão de que qualquer pessoa pode ser um coach. Noções equivocadas como essa contribuem para banalizar o conceito de coaching entre aqueles que não conhecem essa prática. Por isso, vamos aos esclarecimentos.

Quais são as exigências éticas referentes à formação do coach?

Embora não existam exigências legais referentes à formação do coach, existem exigências éticas. Para ser um coach, não basta usar esse título. É necessário dominar todo um corpo de conhecimento multidisciplinar, técnico e teórico, que permite o desenvolvimento de um processo capaz de conduzir o cliente aos resultados mencionados no início deste artigo.
É necessário, também, que esse corpo de conhecimento seja embasado por ferramentas cientificamente validadas, isto é, testadas por pesquisadores de renome, ligados a grandes universidades e divulgadas em publicações relevantes no meio acadêmico, de modo que os resultados desses estudos possam ser replicados. E tem mais: também são requisitos essenciais para o bom desempenho do coach uma prática intensa que permita o desenvolvimento das competências fundamentais à profissão, o compromisso com um código de ética alinhado a princípios e valores capazes de garantir a integridade do processo e também a experiência e os conhecimentos específicos do nicho no qual o coach atua (life ou personal coaching, executive, business ou leadership – apenas para citar alguns).

Quais são os prejuízos causados por um coach mal preparado?

Tudo isso é imprescindível porque o coaching, quando aplicado por indivíduos despreparados, pode produzir sérios efeitos colaterais. O coach atua em alguns dos aspectos mais cruciais da vida de uma pessoa ou de uma empresa, como o processo de tomar decisões que podem afetar toda a sua existência e até mesmo seu futuro. Se não possuir as qualificações necessárias para estar à altura dessa responsabilidade, o coach não será capaz de colaborar para que o cliente explore diferentes opções e analise as consequências de suas escolhas.
A situação é tão séria que a maioria dos 12.133 coaches que participaram da pesquisa da International Coaching Federation – a 2112 ICF Coaching Global Study – apontou como principal obstáculo ao coaching os indivíduos não treinados que se apropriam desse título. Eu acrescentaria que o problema não são apenas os não treinados, mas também os mal treinados. Porque da mesma forma como existem instituições sérias e confiáveis, 100% comprometidas com a consolidação do coaching e a boa formação profissional, também existem as instituições caça-níqueis que, de olho no dinheiro fácil, oferecem treinamentos sem a qualidade necessária para garantir ao coach uma formação de alto nível.

Como contratar um coach?

Como uma pessoa que há anos atua na consolidação do coaching no Brasil, e que já formou milhares de coaches, posso garantir sem sombra de dúvida: contratar um coach pode ser a melhor decisão que você já tomou em sua vida. Mas faça sua lição de casa: verifique as credenciais e referências desse profissional e onde ele fez a sua formação. Informe-se, e você facilmente perceberá quem está no caminho da banalização e quem está em condições de oferecer um coaching realmente voltado para resultados. 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Desenvolvimento de carreira: saiba como o coaching pode te ajudar

Como viver de coaching?

Coaching Generativo: O que é, Como Funciona e Como Aplicar

5 passos de como construir um negócio milionário em coaching

6 passos de como ter um negócio bem-sucedido como coach

Aprenda a viver 100% de coaching: guia completo

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.