Gestão de pessoas

Você sabe o que é gestão de pessoas e por que ela é tão importante para as empresas?

Gestão de pessoal

A gestão de pessoas pode ser definida como um conjunto de habilidades, técnicas e métodos que têm como objetivo administrar e potencializar a eficiência do capital humano dentro das empresas.

Uma boa gestão de pessoas, atualmente, é essencial para o sucesso de qualquer empreendimento. Entenda porque.

Ao longo dos anos a relação entre líder e liderados evoluiu muito e passou por diversas modificações. A concepção de um líder puramente autoritário, que não oferece espaço para sugestões da equipe, vem sumindo gradativamente. Essa realidade pode ser explicada pelo desenvolvimento e esclarecimento das funções de líder e seus colaboradores.

Muito se ouve falar das práticas de gestão de pessoas. A verdade é que o capital humano de uma organização é muito importante. Entretanto, ainda mais importante é saber conduzir as pessoas de forma que elas apresentem um desempenho excelente.

As técnicas de gestão de pessoas foram, então, desenvolvidas por especialistas a fim de evitar a perda de talentos e de produtividade. A ideia central é administrar bem o capital humano, facilitando o alcance de objetivos.

Se você quer saber como melhorar ainda mais o planejamento da sua empresa, leia também esse outro conteúdo no nosso blog.

Nesse post, você vai entender o que é a gestão de pessoas e porque ela é tão importante para as empresas. Além disso, também vai descobrir como implementar a gestão de pessoas da melhor forma possível no seu negócio. É só continuar lendo para descobrir:

O que é gestão de pessoas?

A gestão de pessoas envolve técnicas de motivação, treinamento e desenvolvimento, visando melhorar a administração e eficiência dos colaboradores dentro de uma empresa. Administrando os comportamentos internos, uma boa gestão de pessoas é capaz de melhorar a qualidade de vida e produtividade dos funcionários.

Através de uma série de teorias, principalmente baseadas na Psicologia Organizacional, foram definidas uma série de práticas que possibilitam melhor administração de recursos humanos. Assim nasceu a gestão de pessoas, que tem base no envolvimento, capacitação e desenvolvimento dos colaboradores de uma empresa.

A gestão de pessoas usa de técnicas que envolvem a motivação, oferecem possibilidade de desenvolvimento e participação nos processos de tomadas de decisão, entre outras ações. Promovendo o bem-estar e o desenvolvimento profissional, uma boa gestão de pessoas é capaz de aumentar a eficiência e reduzir a rotatividade de funcionários. Os benefícios para as organizações e seus colaboradores são muitos. Para ter uma empresa de sucesso, é preciso focar na gestão de pessoas.

Por que a gestão de pessoas é importante?

O capital humano é um dos recursos mais importantes da empresa. Sem os colaboradores, não pode existir prestação de serviços e nem produção. Empreendimentos que não tomam iniciativas para cuidar da qualidade de vida de seus funcionários sofrem com a alta rotatividade e baixa motivação.

Existem muitas dificuldades para manter a harmonia nas relações interpessoais em diversos ambientes, e não poderia ser diferente no espaço corporativo. A pressão, a competitividade, as diferenças religiosas, sociais e étnicas podem promover estresse e conflitos entre colaboradores. Esse tipo de atrito prejudica a obtenção de resultados. Além disso, pouquíssimas pessoas estão dispostas a continuar trabalhando em um ambiente tóxico e sem harmonia.

Outro problema apontado nas empresas é a falta de organização e de objetivos claros na hora de conduzir os funcionários ao alcance de metas. Muitos negócios também cometem o erro de não valorizar sua equipe. Um trabalhador que sente que sua opinião não é ouvida ou que não tem possibilidades de crescimento certamente procurará outro emprego.

Diante desses problemas, como manter a equipe motivada e focada nos propósitos da empresa? Mais que isso, como fazer com que eles compartilhem dos mesmos propósitos, a fim de obter as melhores performances? Para solucionar estes e outros problemas, muitos especialistas acreditam na gestão de pessoas como forma de desenvolver o capital humano das empresas.

Existem alguns processos que tornam mais eficaz a administração dos recursos humanos, que podem motivar, desenvolver, monitorar e manter o capital intelectual:

Agregar pessoas

É possível evitar muitos problemas durante a contratação do profissional. Ainda no processo seletivo é viável identificar características que agregam ou não valor à empresa.

Também é importantíssimo identificar o perfil correto para cada vaga. Por exemplo, considere uma vaga que exige relacionamento com os clientes, trabalho em equipe e extroversão. Um colaborador tímido que prefere trabalhar sozinho pode ter as melhores qualificações técnicas do mercado, mas não vai se adaptar às exigências da vaga. Existe um bom lugar para cada tipo de trabalhador, e é importante identificá-los na empresa antes de contratar.

Desenvolvimento da equipe

Investir em treinamentos e desenvolvimento dos colaboradores é bom para todos. A empresa poderá contar com mão de obra cada vez mais qualificada e especialista. O trabalhador, por sua vez, tem a oportunidade de desenvolvimento pessoal e sente-se valorizado pela organização.

Treinamentos de coaching, por exemplo, permitem que o profissional alinhe o desejo de se desenvolver com os objetivos da empresa, para atingir a excelência em suas atividades.

Qual a diferença entre gestão de pessoas, gestão de RH e departamento pessoal?

É bastante comum confundir esses três setores, e muitas pessoas até mesmo consideram que eles são sinônimos. No entanto, existe uma diferenciação, tanto histórica como de funções.

A seguir, explicaremos com mais detalhes o que cada um desses setores engloba.

Departamento Pessoal

O departamento pessoal se originou na década de 30 nas organizações. Suas funções estão ligadas diretamente aos setores burocráticos e trabalhistas da empresa. O foco é garantir a regularização dos colaboradores e a lucratividade da empresa. Confira as principais tarefas envolvidas no setor de departamento pessoal:

  • Documentação de contratação e demissão;
  • Registro de carteira;
  • Pagamentos de salários e benefícios como vale transporte;
  • Definição de horário de trabalho;
  • Cálculos de indenização;
  • Regularização da aposentadoria;
  • Emissão de licença maternidade;
  • Acerto de férias, 13º salário, FGTS e INSS.
Há quem pense que é praticamente a mesma coisa.

Gestão de RH

A partir da década de 90, as empresas começam a perceber a necessidade de valorização dos funcionários. Além disso, as pesquisas voltadas para perfis de colaboradores possibilitam uma grande evolução nas técnicas de contratação. Surge o conceito de que funcionários que se sentem bem na organização produzem mais e melhor. Note que o foco ainda está voltado para o aumento do lucro, através da valorização do profissional. Algumas das tarefas associadas com a gestão de RH são:

  • Seleção e recrutamento;
  • Integração e treinamento de funcionários;
  • Administração de comportamentos internos;
  • Premiações e bônus como recompensa por metas atingidas;
  • Palestras motivacionais;
  • Avaliação de desempenho;
  • Plano de carreira;

Gestão de Pessoas

A gestão de pessoas não será limitada a um setor, diferente da gestão de RH. Ela deve ser praticada pelos gestores de todas as áreas da empresa, a fim de administrar melhor as equipes. O foco da gestão de pessoas estão, então, nas relações interpessoais e na manutenção de um ambiente de trabalho harmonioso. Seus objetivos consistem em implementar modelos de liderança mais flexíveis e acessíveis, encorajando e motivando os colaboradores. As tarefas associadas à gestão de pessoas são:

  • Relacionamento interpessoal;
  • Desenvolvimento profissional;
  • Cultura organizacional;
  • Estimulação da comunicação;
  • Trabalhos de motivação;
  • Trabalho em equipe;
  • Planejamento e participação;
  • Flexibilidade e liderança.

Quais os principais pilares da gestão de pessoas?

Como vimos, a gestão de pessoas está fortemente ligada ao manejo da equipe, aumento do bem-estar do colaborador e melhora do ambiente de trabalho. Para alcançar esses objetivos, a gestão de pessoas conta com sete pilares essenciais.

Motivação

A motivação é importantíssima para o ser humano. É ela que nos coloca em movimento e possibilita nosso crescimento profissional e pessoal. Sem a motivação, nossa sociedade inteira não poderia ter sido construída. É por isso que, para garantir o bem-estar no trabalho, ela é essencial.

A gestão de pessoas possui bases bem definidas.

Colaboradores desmotivados são como um sintoma. Quando algo está errado na organização, a primeira coisa a ser afetada é a motivação das equipes. Identificar o problema de origem é essencial para motivar. Afinal, palestras motivacionais não são o suficiente se o problema é, por exemplo, a falta de perspectiva de carreira.

Comunicação

A boa comunicação é fundamental para a gestão de pessoas. A equipe precisa sentir liberdade para trocar informações entre si. Além disso, a liderança precisa ser acessível e encorajar a resolução de conflitos. Por exemplo, em uma liderança extremamente autoritária, funcionários podem demorar a relatar problemas por medo de represália. Por tanto, é importante incentivar uma comunicação clara, eficiente e aberta entre todos os integrantes do ambiente de trabalho.

A boa comunicação também evita erros e retrabalho. Os colaboradores devem ter liberdade para perguntar e tirar dúvidas. Isso garante que tudo será feito do jeito correto na primeira vez e evita desperdício de tempo.

Trabalho em Equipe

O trabalho em equipe deve sempre ser incentivado. Várias mentes trabalham bem melhor do que apenas uma, mas só se elas estiverem em harmonia. Por isso, mais do que exigir o trabalho em equipe, é preciso investir na construção de um bom relacionamento entre os colaboradores.

Existem muitas técnicas para isso, incluindo eventos e pequenas confraternizações semanais para incentivar a formação de laços. Os cafés da manhã corporativos, por exemplo, são uma ótima forma de permitir que os funcionários interajam de forma mais descontraída.

Aprendizado, Conhecimento e Competências

A gestão de competências consiste em identificar perfis profissionais e integrá-los na empresa da melhor forma possível. Cada organização possui sua própria cultura e ambiente, seus valores e estilos de gestão. Para garantir que o colaborador sinta-se bem no ambiente de trabalho, é preciso encontrar pessoas que tenham valores compatíveis.

Cada vez mais organizações confiam nos testes de personalidade e perfil para contratar. Encontrar funcionários que apresentem excelência técnica está longe de ser o suficiente. Quando o colaborador divide os valores da empresa e possui um perfil que se adapta facilmente à cultura empresarial, tudo fica mais simples. O ambiente permanece harmonioso, o funcionário se sente mais realizado e a rotatividade cai.

Lembre-se, não existe um único perfil profissional adequado para manter um bom ambiente de trabalho. Cada perfil se enquadra melhor em determinadas culturas e cargos.

Capacitação, Treinamento, Desenvolvimento e Evolução

Essa é uma parte importantíssima da valorização do colaborador. Além dos benefícios óbvios para a empresa, é claro. Um funcionário que recebe treinamentos e cursos do local onde trabalha estará cada vez mais capacitado para exercer bem a sua função. Mas muito mais importante, ao investir no desenvolvimento do colaborador, a empresa mostra para ele sua importância.

Sentir-se valorizado em seu local de trabalho é um dos fatores que mais aumenta a qualidade de vida do funcionário. A sensação de realização profissional é importantíssima para a grande maioria das pessoas atualmente.

Além de saber que a empresa o valoriza a ponto de investir em seu futuro, o colaborador saberá que está cada vez mais apto para sua função. O aumento da confiança também ajuda na produtividade.

Participação

Ainda na temática de valorizar o profissional, a participação nos processos de tomada de decisão é essencial. Os profissionais contratados são especializados na área e têm muito expertise a oferecer. Por isso, a gestão que não ouve a opinião de seus colaboradores está perdendo uma fonte valiosíssima de insights.

Para uma boa gestão de pessoas, a equipe deve participar das reuniões de definição de meta e briefings. Além disso, é importante sempre ouvir sugestões de melhoras para os processos ou produtos. Acreditar na equipe é garantir mais motivação, bem estar e infinitas boas ideias.

Envolvimento

O envolvimento não deve ser confundido com a participação. Ele vai muito mais a fundo do que tomar parte das decisões e dar ideias sobre os serviços. O envolvimento inclui fazer com que o funcionário se sinta, realmente, uma parte fundamental da organização.

O popular “vestir a camisa” nunca caiu tão bem para descrever um conceito. Os colaboradores devem estar alinhados com os valores e missão da empresa e dispostos a ajudá-la a crescer. Isso só acontece, no entanto, se existe uma gestão de pessoas adequada.

Quando o funcionário sente-se valorizado pela empresa, vê que ela investe no seu futuro e divide seus valores, é quando ele se sente envolvido na organização. Como você pode perceber, todos esses pilares precisam uns dos outros para ficarem de pé.

Como ter uma boa gestão de pessoas na sua empresa?

Para garantir uma boa gestão de pessoas na sua empresa, inspire-se nos pilares que descrevemos. Você deve partir daí para garantir que seus colaboradores se sintam realmente parte da equipe. É importante, principalmente, contratar os líderes corretos. Os gestores são responsáveis pela parte mais essencial da gestão de pessoas: uma liderança acessível, inteligente e confiante.

Confira algumas ações que os líderes precisam tomar para manter uma gestão de pessoas eficiente na sua empresa:

  • Conhecer e confiar na equipe
  • Aprender a delegar sem fazer micro administração
  • Estimular a participação em decisões
  • Estar presente e permanecer acessível
  • Ouvir e incorporar feedback dos colaboradores
  • Comemorar as conquistas
  • Estimular o desenvolvimento
Gerir seus profissionais é uma vantagem competitiva real.

Qual o perfil de um bom gestor de pessoas?

Procure líderes que não estejam presos ao modelo autoritário de gestão. Os melhores gestores são aqueles que conseguem enxergar-se como parte da equipe ao oposto de chefe de um grupo.

Pessoas com iniciativa, que se dispõe a solucionar problemas junto com os outros colaboradores são os líderes ideais. É preciso também ser positivo, apresentar excelente inteligência emocional e flexibilidade.

Bons líderes são aqueles que estão dispostos a ajudar todos os colaboradores a melhorar, se desenvolver e alcançar as metas. Eles também estão dispostos a procurar todos esses objetivos para si.

Como o coaching pode contribuir para gestão de pessoas?

O coaching pode ser exatamente o que uma equipe ou líder precisa para alcançar o próximo nível na gestão de pessoas. Como a maioria das habilidades necessárias estão ligadas a motivação e postura no ambiente de trabalho, os métodos do coaching são incrivelmente eficientes.

O processo tem o objetivo de elevar o desempenho dos indivíduos, o que influencia diretamente na gestão de pessoas de uma organização. Além disso, o coaching proporciona motivação, organização, gestão, foco e autodesenvolvimento. Todos esses pontos são necessários e compõem a administração dos recursos humanos.

Os benefícios desse processo são determinantes para as empresas que procuram consolidar políticas e práticas internas de sucesso.

Conclusão

A gestão de pessoas é essencial para o crescimento de qualquer organização. Atualmente, valorizar o capital humano tem sido o diferencial que leva empresas a crescer e evoluir. As técnicas tem resultados extremamente positivos, tanto para a empresa quanto para os colaboradores.

Criando ambientes de trabalho mais humanizados, a gestão de pessoas é capaz de melhorar a qualidade de vida, confiança e autoestima dos colaboradores. Uma equipe com essas características gera resultados muito melhores, se envolvem nas metas da empresa e trabalham com eficiência para o crescimento mútuo.

O fator mais importante para ter uma boa gestão de pessoas na sua empresa é contratar pensando no perfil correto, especialmente para cargos de liderança. O processo de coaching também pode ajudar muito a adequar a gestão a esse novo modelo de liderança. Ressignificando os antigos modelos de autoridade, é possível criar um ambiente de trabalho harmonioso, eficiente e colaborativo.

Pronto para otimizar sua gestão de pessoas?

Conheça o nosso curso de coaching e descubra como trazer todas as vantagens da gestão de pessoas para sua empresa! Entenda os benefícios de fazer a formação nessa página.

Se quiser mais dicas incríveis para motivar e desenvolver a sua equipe, veja também os outros conteúdos do nosso blog:

A gestão de pessoas é o modelo de funcionamento das empresas do futuro. A prática correta é capaz de evitar diversos problemas, potencializar a eficiência e gerar muitos frutos para todos os envolvidos.

Conheça nossas outras páginas

ELEVE SEUS GANHOS E POTENCIALIZE SUA PERFORMANCE

CHEGUE À EXCELÊNCIA COM A SBCOACHING!

-
Chat Online
Chat SBCoaching