O que a comunicação compassiva pode fazer por você?

mania de perseguicao como coaching pode ajudar voce

(Por Cláudia Hölter)

Expressar cordialidade através do discurso oral é uma das ferramentas mais eficazes para aproximar pessoas e alcançar objetivos positivos. O ser humano como instrumento sonoro precisa afinar a sua própria voz para colocá-la em harmonia com o seu meio ambiente e com o seu próximo. Você pratica a comunicação compassiva com os seus filhos, cônjuge, gestor, amigos?

Segundo Marshall Rosenberg, doutor em psicologia clínica da Universidade de Wisconsin e fundador do Centro para Comunicação Não Violenta na Califórnia, grande parte dos desentendimentos entre as pessoas pode ser amenizada ou mesmo evitada com o emprego da “linguagem da compaixão”, que é um processo de comunicação que promove o respeito, a atenção, a empatia e gera o mútuo desejo de nos entregarmos de coração, explica o psicólogo.

O Dr. Rosenberg afirma, ainda, que quando nos entregamos de coração, nossos atos brotam da alegria que surge e resplandece sempre que enriquecemos de boa vontade a vida de outra pessoa. Para tanto, estruturou o processo da comunicação não violenta (CNV)  em quatro componentes principais, que beneficia tanto o locutor quanto o receptor, conforme abaixo:

Observação – Sentimento – Necessidades – Pedido

Quando se expressa claramente esses quatro componentes, seja de forma verbal ou não,  o fluxo das informações  flui entre os interlocutores, até a compaixão aflorar naturalmente.  Entendemos, assim, que a forma mais simples de identificar os tipos de emoções que expressamos  consiste em observar a maneira como falamos. Falar com gentileza, por exemplo, cria uma força interior capaz de aumentar a nossa habilidade de sentir o estado emocional do amor. De acordo com pesquisas realizadas pela renomada psicóloga Bárbara Friedrickson, principal cientista do laboratório de psicofisiologia e emoções positivas da Universidade da Carolina do Norte (EUA)  e autora do livro “Love 2.0”, o amor é uma emoção e, como qualquer emoção, não dura para sempre,  mas pode ser vivenciado em “micromomentos de ressonância de positividade”. O que vem a ser isso?

Dra. Friedrickson explica que podemos sentir fluxos de emoções positivas que podem ser compartilhadas com outras pessoas, que mantenham uma conectividade ao longo do tempo.  Foi constatado em laboratório, que é possível aprender essa habilidade de cultivar e aumentar o estado emocional do amor para se sentir conectado uns aos outros, mudar padrões comportamentais e influenciar determinadas funções do cérebro através da meditação da benignidade (Lovingkindness meditation). Esta prática eleva o tônus vagal (nervo que liga o cérebro ao restante do corpo, especialmente ao coração), produzindo assim mais momentos de amor.

Conclui-se então, que praticar a linguagem da compaixão, conforme sugeriu Marshall Rosenberg através de exercício dos quatro componentes, e por Barbara Friedrickson, por meio da meditação da benignidade, pode vir a lhe dar aquele fôlego para conquistar bem-estar e manter a chama do amor viva dentro do seu coração para enriquecer seus relacionamentos. Você já disse “eu te amo” sinceramente para alguém hoje? Experimente! Pratique sua linguagem da compaixão, faça alguém feliz e seja muito feliz. E até a próxima!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Conheça as vantagens e desvantagens do outsourcing

Empowerment: O Que é, sua Importância nas Empresas e Exemplos

Dinâmica de Apresentação: Como Fazer, Dicas e Exemplos Práticos

Diagrama de Ishikawa: Guia Completo Passo a Passo

O Carnaval chegou… todo cuidado é pouco!

AFINAL, EXISTE UM MODELO DE CORPO PERFEITO?

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.