Como identificar os sinais de que sua empresa pode estar rumando para a crise – e o que fazer

Por Villela da Matta:

A crise econômica pode ser o motor propulsor para o sucesso do seu negócio

Queixar-se da crise é uma constante. É evidente que o atual cenário brasileiro não está facilitando nem um pouco a vida dos empresários, mas… Cá entre nós, será que podemos atribuir todos os nossos males e mazelas à nossa peculiar e pouco estimulante realidade nacional?  O fato é que, embora a crise afete todo mundo, afeta uns mais do que outros. Os mais afetados, é claro, são os negócios que já vinham apresentando fragilidades antes de a crise se instalar no país. Isto é, já estavam manifestando sinais de “crise antes da crise”, embora, em muitos casos, seus proprietários não estivessem percebendo isso – ou, pelo menos, não perceberam quão sério a coisa toda poderia se tornar.

E quais seriam, exatamente, os sinais de “crise antes da crise”? Se você pensou em dificuldades financeiras, pense de novo. Se o problema chegou às finanças, não estamos mais falando de “sinais”, mas de deficiências que já se instalaram a ponto de fazer a empresa sangrar. Os sinais que você deve procurar, aquilo que realmente leva uma empresa à morte, atende pelo nome de baixa performance. É esta a rachadura no concreto que, se passar despercebida ou for largada à própria sorte, com o tempo e com a ação das intempéries (no lugar de intempéries você pode ler, por exemplo, “crise brasileira”) levará o prédio inteiro a ruir.

A baixa performance organizacional é insidiosa. É fundamental reconhecê-la logo de início a fim de combater seus efeitos deletérios. Contudo, não é fácil identificar seus primeiros sintomas – aliás, há uma boa possibilidade de que eles passem batidos. Como sair dessa sinuca de bico? É para isso que existem os bons e velhos KPIs – key performance indicators,  ou indicadores-chave de desempenho. Os KPIs são os “detectores de fumaça” da sua empresa, indicadores seguros de que um incêndio pode estar a caminho. São eles que começarão a movimentar as forças que, cedo ou tarde, – mais cedo do que tarde, se agravadas por outros fatores – vão dar as caras no balanço financeiro da empresa sob a forma daqueles indesejáveis e irritantes resultados negativos.

A boa notícia, porém, é que os KPIs emergem de contextos internos que você pode controlar. Como empresário, eu sei que não é fácil estabelecer e monitorar KPIs, identificar as ações mais eficazes para cada situação, gerar engajamento e senso de urgência entre os colaboradores e, também, proporcionar-lhes meios de desenvolver as competências exigidas para lidar com o contexto que por ora se apresenta. Porém, como empresário e business coach, eu sei que isso é possível. E sei porque já vi acontecer em muitas empresas com as quais colaborei como business coach.  Ao passar por um processo como esse, você pode vir a perceber que o seu negócio possui fragilidades que talvez você ainda não tivesse notado. Mas, confie em mim quando digo isso: para superar cada fragilidade que até então passava indetectada, você pode encontrar forças que nem imaginava possuir.

Esse artigo é parte de uma coletânea escrita por Villela da Matta e publicada no boletim “Liderança em tempos de crise”. Para ler o boletim na íntegra e ter acesso a um conteúdo exclusivo com abordagens inéditas sobre a crise, é só clicar no botão abaixo. Tenha uma boa leitura!

BAIXAR GRATIS

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Coach empresarial: como ele pode acrescentar no seu dia a dia?

Dicas para líderes gerirem colaboradores à distância

CLIENTES: A nova força motriz de empresas de sucesso

3 desafios que o coaching pode te ajudar a superar em 2013

Empreendedorismo feminino: 4 dicas que toda empreendedora deve saber

Nove perguntas que um empresário nunca deve parar de fazer

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.