Eficácia: Significado, Sinônimos e Diferença de Eficácia e Eficiência

Você sabe o que é eficácia?

Ou ainda confunde esse conceito com o de eficiência?

Muita gente não sabe a diferença entre essas duas palavras, mas essa distinção pode ser bastante útil para quem quer atingir objetivos em esfera pessoal e profissional.

Para simplificar, podemos dizer o seguinte: eficácia é chegar ao destino, e eficiência é encontrar o melhor caminho até lá.

E como descobrir esses atalhos na sua jornada?

É o que você vai aprender nas próximas linhas.

Ao longo deste artigo, vamos trazer respostas para as seguintes questões:

  • Qual é o conceito e quais são os sinônimos de eficácia?
  • Quais são as diferenças entre eficácia e eficiência?
  • Onde encontrar exemplos de eficiência e eficácia na vida pessoal e profissional?
  • Como usar o coaching para ser mais eficaz no dia a dia?

Ficou interessado? Então, siga a leitura.

O que Significa Eficácia – Conceito

A eficácia é a qualidade daquilo que alcança os resultados pretendidos e está diretamente relacionada à ideia de competência.

De um ponto de vista mais amplo, podemos entender a eficácia como a ação que produz os efeitos desejados.

A palavra tem origem no início do século 16, derivando do latim efficacia.

Sua aplicação começou no vocabulário médico, para definir a validade dos tratamentos e abordagens clínicas.

Logo, a palavra se popularizou e passou a ser utilizada em diversas áreas do conhecimento, como Educação, Administração e Psicologia.

Na realidade, a eficácia pode ser considerada uma das palavras-chave do nosso século 21.

Quantas vezes você ouve falar em eficácia no dia a dia?

Precisamos ser eficazes no trabalho, eficazes nos estudos, eficazes na organização pessoal e em todas as áreas da vida.

Assim, a eficácia permeia nossas vidas como uma lembrança constante de que não basta fazer o certo: é preciso atingir os resultados esperados.

Quem resumiu o conceito de eficácia aplicado à vida contemporânea foi o escritor Stephen R. Covey, autor do best-seller Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes (Best Seller, 2005), publicado originalmente em 1989.

O livro vendeu mais de 15 milhões de cópias, e não à toa: a obra é conhecida por propor uma síntese definitiva entre a eficácia profissional e a satisfação pessoal.

Obviamente, o trabalho é a área que mais exige ações eficazes, mas tornou-se impossível separar a carreira da vida pessoal.

Assim, o poder de alcançar resultados é fundamental para a sobrevivência em tempos de produtividade máxima.

Será que você tem sido eficaz em suas escolhas e atitudes?

É o que vamos descobrir até o final desta conversa.

Sinônimos de eficácia

Os principais sinônimos de eficácia são êxito, capacidade e validez.

Há outras palavras que se aproximam em vários sentidos, mas com ênfases diferentes: produtividade, competência, efeito, poder, rendimento, etc.

De fato, a eficácia diz respeito à capacidade de alcançar o êxito com resultados válidos.

Ou seja, todas as condições devem ser cumpridas:

  • Definir objetivos concretos
  • Possuir a competência e ferramentas para perseguir as metas;
  • Chegar ao resultado exatamente como planejado.

Apesar dos sinônimos, eficácia é uma daquelas palavras ricas em significados, que é única na capacidade de representar seu conceito.

Mas, afinal, o que faz de uma pessoa eficaz?

O que é ser Eficaz?

Ser eficaz é ser capaz de produzir resultados de acordo com os objetivos.

Simples assim, mas complicado de colocar em prática.

O que mede a eficácia de uma pessoa é a relação entre a qualidade de suas ações e o atingimento das metas predeterminadas.

Ou seja, você só é eficaz quando chega lá, independentemente do caminho escolhido.

Stephen Covey, por exemplo, defende que o segredo da eficácia é o equilíbrio entre a produção de resultados e capacidade de produção.

Ele chama essa relação de P/CP (Produção/Capacidade de Produção), e oferece lições valiosas sobre como alcançar o balanço ideal.

Para entender melhor, imagine que você está à frente de um grande projeto no escritório e quer entregá-lo da melhor forma possível.

Para isso, você decide trabalhar horas a fio e virar noites para cumprir o prazo, mesmo que isso custe sua saúde e relações sociais.

Segundo Covey, as pessoas realmente eficazes não cometeriam esse erro, porque estariam comprometendo a Capacidade de Produção em nome da Produção.

No caso do trabalho, você é seu próprio meio de produção, e precisa manter a saúde mental e física em dia para alcançar resultados sempre – e não esgotar seus recursos em um único projeto.

Podemos dizer que a visão de Covey inclui um complemento fundamental: a eficiência.

Assim, a verdadeira fórmula do sucesso é a eficácia combinada à eficiência.

E sim, são dois conceitos completamente diferentes.

Diferença Entre Eficiência e Eficácia

A diferença entre eficiência e eficácia é, basicamente, a diferença entre ser bem-sucedido nos meios e nos fins.

Sabe aquela história de “os fins justificam os meios”? É uma visão eficaz, mas nem sempre eficiente.

Do contrário, importar-se apenas com os meios e não chegar aos fins desejados é eficiente, mas nada eficaz.

Ainda não ficou claro?

Basta pensar que ser eficiente é fazer o trabalho certo (mesmo que não chegue ao objetivo), enquanto ser eficaz é fazer um trabalho que atinja os resultados – independentemente se foi bem ou mal feito.

Vamos tomar emprestadas as explicações da Teoria Geral da Administração:

Eficácia = medida de alcance dos resultados, incluindo a escolha de objetivos mais adequados (escolher a “coisa certa” a se fazer).

Eficiência = medida de utilização dos recursos no processo, também definido como o “custo-benefício” de se atingir certas metas (escolher o “método certo” para fazer).

Nas teorias de administração, a eficiência surgiu primeiro, pois a ciência começou a ser estruturada com os meios e organização do trabalho.

Só recentemente é que a eficácia ganhou destaque, com as teorias de contingência que priorizam o foco em resultados.

Atualmente, muitos administradores tendem a orientar seus negócios aos resultados, pois a instabilidade econômica dificulta a eficiência dos processos – e nesse caso, é melhor garantir resultados em primeiro lugar.

No entanto, o ideal é sempre a combinação das duas frentes, que pode ser uma tarefa bastante complexa.

Há ainda um terceiro conceito que busca traduzir essa união: a efetividade.

Vamos nos aprofundar com mais exemplos.

Exemplos de Eficiência e Eficácia

Os exemplos de eficiência e eficácia vão além do ambiente profissional e adentram nossa vida pessoal, incluindo as relações.

Acompanhe algumas aplicações dos conceitos:

No ambiente corporativo

As empresas sempre foram um excelente laboratório para análise da eficiência e eficácia na prática.

Desse modo, a administração moderna começou a se desenvolver ainda no modelo burocrático, priorizando os meios.

Hoje, é mais comum que empresas adotem a ênfase em resultados, por meio do modelo gerencial.

Assim, uma empresa pode ser eficaz e bater sua meta de produção, mas ao mesmo tempo falhar em reduzir custos e desperdícios durante o processo (baixa eficiência).

Do mesmo modo, a empresa pode ser eficiente ao utilizar o mínimo de recursos para produzir o máximo, mas ainda assim não atingir os números desejados – tornando-se simplesmente ineficaz.

Já as empresas eficientes e eficazes se preocupam em fazer a coisa certa do jeito certo, buscando o equilíbrio entre os dois tipos de desempenho.

Na organização pessoal

Pessoas eficazes em sua organização pessoal são capazes de estabelecer e cumprir seus objetivos e compromissos com destreza.

Já as pessoas eficientes apostam em estratégias de gestão do tempo e procuram métodos que realmente facilitem suas agendas.

Unindo as duas qualidades, é possível ter um planejamento pessoal impecável e completar todas as tarefas sem nenhum desgaste.

No entanto, se a pessoa for somente eficaz, é possível que chegue ao final do dia exausta e repita constantemente “Eu não tenho tempo para nada”.

Se for somente eficiente, pode até conduzir reuniões de forma brilhante e ter as melhores ferramentas de gestão do tempo, mas correrá o risco de chegar ao fim do mês sem resultados concretos.

Dentro de casa

atencao plena quais beneficios

Até mesmo no ambiente doméstico é possível identificar os conceitos de eficiência e eficácia por trás de nossas atitudes.

Se ocorrer um problema de queda de tensão, a solução imediata (eficiente) é evitar a ligação dos eletrodomésticos simultaneamente.

No entanto, a solução definitiva (eficaz) é investigar as causas do problema na instalação elétrica, procurando por fiações inadequadas e mau contato na rede interna – ou mesmo contratando um eletricista.

Assim, podemos praticar a efetividade com ações que levem em conta a eficiência e eficácia para resolver problemas.

Nos esportes

A eficiência e eficácia também estão presentes nos esportes, onde a noção de desempenho fica ainda mais evidente.

Usando a paixão nacional como exemplo: eficiente é aplicar o famoso futebol arte durante a partida, eficaz é vencer no placar final.

Jogar bonito e voltar para casa com uma derrota não costuma ser muito motivador, assim como a vitória depois de 90 minutos de tédio não é a preferida dos torcedores.

É por isso que a eficiência e a eficácia estão tão conectadas nos esportes, o que nos oferece um ótimo exemplo do equilíbrio entre os conceitos.

O Coaching e a Eficácia – Dicas de Coach Para ser Mais Eficaz

vida mais feliz como coaching auxilia busca por uma

O coaching e a eficácia estão diretamente relacionados, e por isso os coaches são conhecidos por suas dicas de como ser eficaz.

Já dizia o pai do coaching, Tim Gallwey: “Coaching significa desbloquear o potencial das pessoas para maximizar seu desempenho”.

Nossa conversa até aqui esteve baseada justamente no desempenho, e em como tornar-se mais eficaz e eficiente para alcançar seu pleno potencial.

A metodologia avançada do coaching é capaz de desenvolver suas competências para atuar nas duas frentes, fazendo de você um especialista em definir estratégias e alcançar objetivos.

Isso porque o coaching vai além dos resultados em si, pois todo o processo de desenvolvimento é acompanhado de perto pelo coach.

Diferentemente de um conselheiro ou instrutor, o coach utiliza perguntas poderosas e ferramentas inovadoras para despertar sua autoconsciência.

No processo de autoconhecimento, você mesmo descobre as respostas dentro de si e aprende a ser mais eficiente e eficaz – sem depender de alguém para ensiná-lo.

Confira as dicas dos coaches e descubra por que o processo vale a pena:

Começar pelo autodiagnóstico

Um dos princípios fundamentais do coaching é o foco na autonomia do coachee, ou seja, o incentivo ao autoconhecimento e independência.

No terreno da eficácia e eficiência, precisamos olhar para nós mesmos antes de tentar avaliar nosso desempenho nas ações do dia a dia.

Você quer atingir grandes resultados da melhor forma possível, mas a pergunta inicial é: por quê?

Quais são os seus propósitos de vida? O que move você na direção desses objetivos? Quão comprometido você está com suas metas?

Essas e outras perguntas podem levar você à verdadeira essência por trás de cada meta.

Em outras palavras, o coaching pode ajudar você a identificar seus valores e crenças mais profundos, que são decisivos para tornar-se mais eficiente e eficaz.

Afinal, a mudança de comportamento começa pela consciência de nossas motivações, para que, então, possamos transformá-las.

Definir objetivos realistas

Outro ponto importante para melhorar a eficácia é aprender a definir objetivos realistas.

Esse passo está mais intimamente ligado à eficácia, pois diz respeito à elaboração de metas específicas, mensuráveis e – naturalmente – possíveis de serem alcançadas em curto, médio ou longo prazo.

O coaching é o método que capacita a reconhecer o valor e viabilidade de seus objetivos.

Se o que você pretende realizar não for muito claro e coerente, a eficácia estará comprometida desde o primeiro momento.

Por isso, o coach é seu maior aliado na hora de planejar o futuro e ser realmente eficaz nas suas decisões.

Aprender a reconhecer prioridades

Por mais que se fale na importância de reconhecer prioridades, a maioria das pessoas tem dificuldades em definir o que é mais importante.

Para ajudar nesse processo, o coaching utiliza ferramentas poderosas como a identificação dos valores de meios e valores de fins.

Os valores de meios são elementos fundamentais para atingir os fins, que estão diretamente ligados à eficiência, enquanto os valores de fins correspondem aos objetivos mais essenciais de nossas vidas.

Por exemplo, o dinheiro e o trabalho são valores de meios, enquanto a liberdade, segurança e paz são valores de fins.

Após identificar esses valores, você poderá criar uma hierarquia de modo eficaz, colocando no topo o que realmente é importante para sua autorrealização.

Elaborar e concretizar o plano de ação

Se a eficácia fosse tão simples de aprender, bastaria uma coleção de livros sobre o assunto para vencer na vida.

No entanto, o grande desafio é ter um plano de ação totalmente viável, e executá-lo de modo eficaz e eficiente.

Nesse caso, a eficácia está relacionada à definição e cumprimento de cada etapa do plano, que deve ser dividido em várias metas e prazos específicos.

Porém, o coach é o principal responsável por acompanhar você em todos os passos e manter a eficiência e disciplina durante o processo.

São inúmeros os obstáculos no caminho que nos levam à desistência, e por isso é fundamental ter um profissional ao lado para garantir a conquista dos resultados.

É tarefa do coach lembrar você daqueles valores essenciais constantemente, para que você nunca perca de vista o horizonte do sucesso.

Chegando até aqui, você já sabe como ser mais eficiente e eficaz?

Nossa conversa foi um ponto de partida, mas só um coach será capaz de ir além da teoria e transformar seu desempenho na prática – do método ao resultado.

Conclusão

Como vimos, manter um olho na eficácia é um excelente termômetro de como está a sua busca por objetivos.

Você está alcançando resultados positivos no trabalho?

Concluindo as tarefas que inicia?

Cumprindo todas as demandas em sua vida pessoal?

Caminhando, passo a passo, em direção ao futuro com o qual você sonha?

Ao pensar sobre essas respostas, você vai chegar à conclusão de que o caminho até a eficácia começa pelo autoconhecimento.

Afinal, você precisa, antes de tudo, entender aonde quer chegar.

O que é que move, de fato, o seu ser?

O que o faz acordar cedo de manhã?

Assim, vale salientar: só depois de definir metas é que você poderá lutar pela eficiência ao persegui-las.

Nessa jornada, um dos seus maiores aliados é o coaching.

Essa abordagem de desenvolvimento pessoal e profissional oferece uma série de ferramentas que tornam mais fácil a conquista dos seus objetivos.

Com ela, a eficácia pode ser elevada à máxima potência, já que você conta com técnicas e instrumentos para reforçar a autodisciplina, a autoconfiança, a capacidade de liderança, a persuasão, o foco, a produtividade e a comunicação.

Dessa forma, de olho na eficiência dos processos, você vai encontrar a eficácia que faltava em sua vida.

Mas não esqueça, ao longo dessa trilha de descobertas, que essa busca pelo sucesso não significa evitar fracassos.

A falha é parte fundamental na sua trajetória: sem ela, você não terá condições de melhorar sua eficiência.

Lembre-se: “Não se envergonhe das suas falhas. Aprenda com elas e comece de novo” (Richard Branson, empresário, bilionário e fundador do grupo Virgin).

Gostou das dicas sobre o tema? Deixe um comentário contando sua experiência na área e compartilhe este artigo em suas redes sociais.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Código de conduta e ética profissional: tudo sobre o assunto

O que você faz para o seu desenvolvimento pessoal?

O que é autoeficácia e como ela pode ajudar você

Entenda o que é sincericídio e como ele pode afetar sua vida

Cursos de extensão EAD: Saiba as vantagens de aderir ao sistema

Descubra a importância de desenvolver a autoaceitação

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.