Os Erros Que Não Devem Ser Cometidos

Os Erros Que Não Devem Ser Cometidos
Não cumprir metas e desobedecer prazos pode ser um fator crucial para que o chefe questione seu desempenho.

Um bom emprego e uma carreira bem-sucedida estão nos planos daqueles que almejam a evolução pessoal e profissional. Além de preencher os requisitos necessários, é preciso estar atento a uma série de erros que podem gerar demissões e uma má reputação no mercado. Esses deslizes vão desde o baixo comprometimento a atitudes consideradas inadequadas ao convívio organizacional.

Não cumprir metas e desobedecer prazos pode ser um fator crucial para que o chefe questione o desempenho do seu subordinado. Corresponder às expectativas certamente irá garantir pontos positivos na avaliação do gestor. Mas não adianta respeitar datas se falta qualidade na entrega. Uma forma de garantir um trabalho bem feito é se empenhar ao máximo e evitar acumular tarefas além do que seja possível executar.

A falta de comprometimento é considerada um defeito incompensável. Por isso, não se atrase e exerça as atribuições incumbidas com primor.
No ambiente de trabalho, é importante ter em mente que nem tudo é permitido. Por mais que se tenha uma personalidade expansiva, o excesso de informalidade no linguajar e trato com os colegas causa a impressão de que a pessoa não sabe se portar adequadamente. Evite palavras de baixo calão e o uso excessivo de gírias – a linguagem culta dá mais credibilidade ao locutor.

Fazer comentários maldosos e fofocar dentro de uma companhia pode, em casos graves, provocar desligamentos e destruir carreiras. Quem adota esse tipo de postura é visto, em muitas ocasiões, como invejoso ou desmotivado. Para evitar cair nas armadilhas do “disse me disse”, não repasse informações desnecessárias ou não confirmadas.

Os Erros Que Não Devem Ser Cometidos
Pessoas divertidas são bem-vindas em todos os lugares.

Pessoas divertidas são bem-vindas em todos os lugares. Porém, não queira bancar o “pateta” da empresa, pois assumir esse papel fará com que não seja levado a sério. Piadas de mau gosto também podem causar constrangimentos e ser uma barreira para o bom entendimento com os demais.

Um empregado que se acomoda e que faz apenas o que lhe é cobrado dificilmente irá evoluir. Ter iniciativa e tomar atitudes antes de receber ordens superiores é uma demonstração de que o profissional busca aprimorar o próprio desempenho e oferecer um serviço diferenciado.

Para alcançar cargos elevados, não basta ter domínio técnico, mas saber exercer a liderança. Coerência nas atitudes, autoconfiança e comprometimento são algumas das características indispensáveis àqueles que pretendem alçar voos mais altos. O comportamento humano nas organizações é observado pelo setor de pessoal no momento de eleger um líder.

Procure ajudar quando for conveniente, mas respeite o espaço do outro e não se intrometa em áreas não relacionadas ao que executa. Essa interferência pode ter o efeito contrário ao desejado e acabar atrapalhando.

Não cometer equívocos é fundamental para ser reconhecido e valorizado no âmbito profissional. A ausência de falhas fará que os líderes enxerguem melhor as qualidades e competências comportamentais positivas e apostem no funcionário.

Crédito Imagens:

http://economia.uol.com.br

http://opiniaorh.com

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Entenda o que é sincericídio e como ele pode afetar sua vida

Descubra a importância de desenvolver a autoaceitação

Aprenda cinco dicas práticas de como desenvolver o autocontrole

Entenda as diferenças entre eficiência e eficácia

Aprenda a desenvolver o equilíbrio emocional

Aprenda a fazer um planejamento semanal e otimize seus resultados

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.