Estagnação emocional: o que é, sintomas e como superar

estagnacao emocional o que e sintomas como superar

Você sabe o que é estagnação emocional?

Pense na própria realidade para encontrar a resposta.

A segunda-feira chega e parece que não há qualquer motivo para levantar da cama e começar mais uma semana? 

Ou será que você é do tipo que simplesmente levanta e segue o mesmo ritual de todos os dias? 

De uma forma ou de outra, vale ficar atento para não acabar em uma realidade de estagnação emocional.

Às vezes ela chega sorrateira, quase imperceptível. 

Quando você percebe, anos já se passaram desde que parou para realmente olhar para si mesmo e entender como chegou até ali – ou, pior ainda, por que ficou preso naquela realidade tão distante da desejada. 

Falta de motivação é uma das características marcantes na vida de quem se encontra estagnado emocionalmente, mas está longe de ser a única. 

Aliás, nem sempre as pessoas reagem da mesma forma diante de um cotidiano marcado pela absoluta falta de mobilidade, conquista ou mesmo de pequenos prazeres. 

Mas como será que chegamos a esse ponto? E será que dá para retomar a vida e recuperar o tempo perdido depois de passar por um momento como esse? 

Se você quer algumas respostas para essas e outras tantas perguntas, siga com a gente ao longo do texto. 

Na leitura, talvez também acabe encontrando outras dúvidas e inquietações, mas vamos combinar que uma mente borbulhando possibilidades e pensando em soluções é justamente o oposto da estagnação.

O que é estagnação emocional?

estagnacao emocional o que e

Para começar, vamos do básico. 

Afinal, como podemos definir a estagnação emocional? Entender seu conceito é também uma forma de identificar suas sutilezas. 

A primeira coisa que precisamos considerar é que ela não chega “porque sim”. 

A verdade é que, mesmo que nem sempre sejamos capazes de enxergar, somos responsáveis por oferecer espaço – ou até mesmo acomodação completa – para que ela se espalhe e firme raízes. 

Um pouquinho por vez, dia após dia, tomamos decisões – ou mesmo deixamos de tomar – que dão força para nossa própria paralisação diante da vida. 

Como se nossos sentimentos não valessem a pena ser explorados e o melhor mesmo fosse apenas aceitar o que veio, com total passividade. 

Ela pode ser definida, em suma, como um estado de rotina em que só há espaço para mais do mesmo. 

Velhos hábitos são repetidos até a exaustão, mesmo quando equivocados – daquele tipo que só traz arrependimento e desgaste emocional.

O grande problema é que ninguém está realmente isento de passar por isso e, pior ainda, são muitos os que se negar a sequer admitir que vivem um momento de estagnação emocional, com reflexos em todos os aspectos da vida.

O primeiro aspecto a considerar nesse sentido é que não há nenhuma vergonha em reconhecer que você chegou a um ponto em que é incapaz de evoluir. 

Aliás, essa é condição básica para que esse momento seja deixado para trás. 

Como saber se você está passando por isso?

estagnacao emocional como saber se voce esta passando por isso

E que tal começar pela tentativa de reconhecer atitudes e vivências clássicas de quem está vivendo em estagnação emocional? 

Esse é o primeiro passo para entender que é preciso mudar de atitude.

Como falamos ainda na abertura do artigo, a falta de motivação é um sintoma clássico e sempre presente. 

Aquelas atividades que antes ofereciam prazer e relaxamento se tornam desinteressantes e você acha que o melhor mesmo é ficar sozinho no seu canto. 

Aos poucos, nos fechamos em nós mesmos e afastamos a aproximação das pessoas. 

Como consequência, as oportunidades parecem cada vez mais raras, como se o mundo inteiro se voltasse contra você. 

Enquanto isso, ao olhar para o lado, parece que todos estão conhecendo pessoas interessantes, avançando na vida e realizando tudo aquilo que você sempre sonhou para si.

Basta pensar nisso para que qualquer ânimo se esvai rapidamente e você só seja capaz de lamentar por não ter chegado a sua vez.

Chegar a um nível como esse significa já ter percorrido um longo caminho de escolhas que fizeram você deixar de acreditar em si e até mesmo naqueles que estão ao seu redor.

Há quem se sinta dessa forma depois de experimentar o fim doloroso de um relacionamento. Para outros, pode ser uma forte decepção no trabalho.

Há ainda aqueles que não passam por uma experiência única e marcante, mas que acumulam pequenas, porém inúmeras, frustrações diárias.

Tudo isso nos empurra a viver sem muita ambição ou perspectiva. 

Ficamos tão acostumados a apenas seguir o fluxo que não percebemos que a vida se tornou uma repetição.

Outra característica marcante é a rejeição imediata a qualquer sugestão de mudança. 

Afinal, você já acredita piamente que não há saída e que o melhor é deixar tudo como está. 

Até mesmo porque a simples ideia de pensar em algumas transformações já causa ansiedade e medo. 

Medo, inclusive, é uma palavra que costuma aparecer atrelada à estagnação emocional. 

Segue por um trauma prévio, como já comentamos, ou pelo hábito de fazer tudo sempre igual, qualquer sinal de estabilidade é visto como uma ameaça – e ameaças, é claro, despertam medo. 

A boa notícia é que você não precisa viver dessa maneira para sempre. 

Um passo por vez, é possível retomar a capacidade de acreditar. 

O resto virá como consequência. 

Principais características da estagnação emocional

estagnacao emocional principais caracteristicas

Já falamos da falta de motivação e do medo, dois sinais marcantes da estagnação emocional. Mas olhando mais de perto, é possível identificar ainda outros traços bastante comuns. 

A tristeza é um desses exemplos. 

Mas a verdade é que existe uma palavra que parece definir muito bem esse conjunto de emoções negativas que dominam quem vive um momento de estagnação: a apatia

Ainda que vez ou outra você sinta certo temor diante de uma oportunidade de mudança, a maior parte do tempo é vivida de maneira apática, em que o indivíduo sequer se importa, desde que o tempo simplesmente passe.

Os momentos de alegria até existem, mas são rasos e, logo na sequência, cedem espaço à falta de entusiasmo e aquela sensação insistente de que absolutamente tudo parece dar errado. 

Não conseguimos crescer internamente, olhar para nós mesmos com generosidade e entender não apenas os nossos limites, mas também as nossas capacidades e diferenciais. 

E é nessa limitação emocional e de autoconhecimento que nos perdemos do caminho, dos sonhos e das conquistas.

Nos dizem que precisamos ter o emprego dos sonhos, construir a família perfeita, conhecer os melhores destinos do mundo e ainda pensar no próximo. 

Só não perguntam a nossa opinião sobre isso tudo – e, muitas vezes, nós apenas aceitamos que é o certo a fazer e que viver o sonho de outra pessoa não é tão ruim assim. 

Mas a que custo? 

Ter o emprego dos sonhos, construir a família perfeita, conhecer os melhores destinos do mundo e ainda pensar no próximo são todas ideias maravilhosas, mas que nem sempre se encaixam na realidade individual de cada pessoa e mesmo em seus planos.

Quando simplesmente assumimos que esse é o único ideal de vida possível, também corremos o grande risco da frustração quando percebemos que ele pode não representar a felicidade e o bem-estar.

A grande questão é: você já parou para pensar no que realmente gostaria de ser e quais são os seus próprios objetivos? Mais do que isso, quais aspectos precisa desenvolver para chegar lá? 

Acredite: com essas definições, você sempre vai estar um passo à frente da estagnação emocional. 

6 dicas de como sair da estagnação emocional

estagnacao emocional 6 dicas de como sair

Para resumir tudo o que já refletimos até aqui e ainda agregar novas alternativas, separamos 6 dicas que vão fazer toda a diferença na sua busca por sair da fase de estagnação emocional. 

Vamos lá? 

Anote aí!

Saia da zona de conforto

Sim, a tão temida e falada zona de conforto – também conhecida como zona de segurança – pode representar um grande impeditivo para quem deseja estar em constante crescimento. 

Ficar longe ou mesmo sair dela significa se desafiar diariamente a ir em busca do novo, daquilo que foge do óbvio e que mexe com as suas próprias certezas. 

Afinal, o passar do tempo faz com que nos aprimorarmos nas atividades que desempenhamos com alguma frequência. 

O perigo mora na falta de atitude para aprimorar seus próprios processos, para descobrir novas opções ou até mesmo para sair completamente da rota habitual e buscar o inimaginável. 

Ou seja, nunca se deixe acomodar demais. 

Conforto e segurança nos dão confiança, mas em excesso podem paralisar.

Esteja aberta a surpresas

Que tal se permitir a novas experiências e situações? 

Nada de repetir aquele velho chavão de que você não tem mais idade para isso ou para aquilo. 

Quando nós abrimos para as surpresas que a vida pode oferecer, agregamos possibilidades e descobrimos que somos capazes de ir muito mais longe. 

Essa dica, aliás, tem tudo a ver com sair da sua zona de conforto e entender que é longe dela que a verdadeira mágica acontece. 

A propósito, “mágica” não é exatamente a palavra: está mais para “determinação que dá resultado”.

Trace metas

Lembra do que falamos há pouco sobre definir os seus próprios objetivos?

Pois é exatamente isso. 

Quando somos capazes de definir algumas metas e entender o lugar em que desejamos chegar, fica muito mais fácil definir uma estratégia certeira. 

Do contrário, ficamos ao sabor do vento ou da opinião alheia, sem qualquer perspectiva traçada, que permita visualizar o que nos espera logo ali na frente. 

Isso não quer dizer que todas elas serão cumpridas do dia para a noite e mesmo que algumas não vão precisar ser revistas ao longo do caminho. 

Não se trata de nada disso. 

É muito mais sobre olhar para o futuro e visualizar possibilidades que nos colocam bem longe de qualquer estagnação.

Ouça a si mesmo

Mas, mais uma vez, tudo isso depende de conhecer e compreender a si mesmo. 

Ninguém mais pode dizer como você se sente ou o que deve esperar da sua vida. 

Quando entendemos realmente quem somos e quais são as nossas necessidades e anseios, um novo caminho de abre. 

Que tal viver alguns momentos de solitude e contemplar o infinito que se esconde dentro de você? 

Não há como avançar na vida quando sequer somos capazes de compreender a nós mesmos.

Pare para pensar em como tem conduzido a sua vida e no quanto isso reflete a sua personalidade e os seus próprios objetivos. 

Está tudo interligado, como um verdadeiro sistema que precisa de harmonia entre seus diversos componentes para funcionar em seu potencial máximo. 

Faça uma lista de agradecimentos

Quando foi a última vez que você dedicou alguns minutos do seu dia para simplesmente agradecer

Agradecer por sua saúde, pelas pessoas que encontrou no caminho e que mudaram a sua rota, por um sorriso recebido e pelo sucesso alcançado até aqui. 

Como muitos dizem, o fluxo de agradecer libera o fluxo de receber. 

Ser grato significa reconhecer que você pode ainda não ter chegado onde sempre sonhou, mas que já acumulou tantas pequenas conquistas que foram essenciais para trilhar o caminho até aqui. 

Busque ajuda

Há quem relutei em compartilhar suas frustrações e pedir ajuda, mas não há qualquer vergonha nisso. 

Pode ser de um profissional ou mesmo dos seus familiares e amigos. 

O importante é compreender que você não precisa estar sozinho e que pode muito bem desabafar de vez em quando. 

Isso ajuda a liberar todo aquele estresse acumulado e pode ser uma ótima alternativa para reunir opiniões diferentes ou mesmo palavras de suporte e apoio. 

Não se adapte ao que não faz você feliz

estagnacao emocional nao se adapte ao que nao faz voce feliz

Essa dica pode até parecer óbvia, mas é tão importante que merece um tópico só para si. 

Você já deve ter vivido aquela situação em que deseja tanto que algo dê certo – normalmente, para satisfazer alguém – que faz o possível e o impossível para se convencer de que aquela é a melhor escolha. 

Mas assim como algumas roupas deixam de nos servir com o passar do tempo, não importa o quanto a gente force, há situações e pessoas que não se encaixam mais em nossas vidas. 

E por que, afinal, você deveria tentar se acostumar a algo que não vai gerar a sua felicidade? Vale para relacionamentos, escolhas profissionais e mesmo para as pequenas decisões do dia a dia. 

Não vamos dizer que é fácil, mas pode ser libertador. 

Não há motivos para se contentar com nada menos do que aquilo que sempre sonhou. 

Às vezes, as pessoas passam por momentos de profunda incerteza e vivem perdas que julgam definitivas em suas vidas. 

Quando menos esperam, no entanto, percebem que todas aquelas transformações foram necessárias para que o verdadeiro crescimento acontecesse. 

A verdade é que apenas haviam se acostumado com uma realidade em que a estagnação emocional era componente sempre presente. 

Se você deseja ficar longe disso tudo, nunca perca a esperança em seu próprio potencial e na sua capacidade de se reinventar – mesmo depois daquele tombo doído. 

Como o coaching pode te ajudar a sair da estagnação emocional?

estagnacao emocional como coaching pode te ajudar a sair

Será que você realmente conhece e aproveita todo o seu potencial? 

Há quem passe uma vida inteira julgando ser incapaz disso ou daquilo. 

Às vezes, o que realmente falta é o ímpeto de fazer diferente e de se permitir ir além para buscar novas possibilidades.

Mas isso, como boa parte das coisas nessa vida, é processo. 

Ainda bem que ele não precisa ser solitário e superado sem qualquer apoio. 

O coaching, conhecido como a principal metodologia de desenvolvimento humano do mundo, é um aliado poderoso para quem deseja conhecer melhor a si mesmo e ser capaz de redefinir seus próprios rumos a partir da potencialização de competências comportamentais

Trata-se de entender onde você deseja chegar e o que precisa fazer para trilhar esse caminho. Não existe mágica, mas sim planejamento, suporte e ação. 

É você no controle de sua própria vida. Está preparado para esse desafio? 

A SBCoaching oferece soluções completas para quem deseja desafiar seus próprios limites e se permitir crescer de maneira sustentável. 

Aproveite para acessar o nosso site e descobrir qual delas melhor se encaixa no seu perfil. 

Se ficar na indecisão, não tem problema: acione a nossa equipe de especialistas e tire todas as suas dúvidas. 

Conclusão

Não é exatamente difícil acabar em um momento de estagnação emocional, como acabamos de ver. 

Mesmo sem querer, muitas vezes nos sabotamos e acabamos presos a relações e realidades que apenas consomem a nossa vitalidade, sem oferecer real troca e crescimento. 

Mas mesmo quando essa realidade bate na nossa porta, é possível fazer diferente e recomeçar. 

Pode não ser um caminho fácil, mas certamente é o único possível para quem não se contenta em viver na zona de conforto.

O segredo é nunca deixar de acreditar em você mesmo e no seu potencial de alcançar os seus objetivos, por mais distantes que eles possam parecer. 

A pergunta é: você está pronto para isso? 

Aproveite o espaço dos comentários para compartilhar as suas impressões e opiniões com a gente. 

Ah, esse artigo fez você se lembrar de alguém? Não deixe de compartilhar o link. 

Levar inspiração e reflexão aos que fazem parte do seu círculo de relações é também uma forma de trabalhar e fortalecer o seu próprio emocional. 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Entenda como identificar e tratar as doenças psicossomáticas

Saiba o que é resiliência e entenda como desenvolvê-la

Como identificar e prevenir o esgotamento mental

Férias chegando: que tal viajar e aproveitar a natureza?

Novembro Azul: O que é, Importância, Ações e Cases

Estagnação mental: como sair definitivamente da estagnação?

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.