A gente quer um Brasil com valores claros

As decisões são tomadas baseadas em nossos valores.
As decisões são tomadas baseadas em nossos valores.

(Por Marinaldo M. Guedes)

Há algum tempo venho insistindo em palestras que envolvam valores, metas, objetivos, sonhos, missão, visão, ações, planos, planejamento. A lista parece interminável. Como combinar o que é o quê e tirar o melhor proveito para sua performance. “Conhece-te a ti mesmo” não estava escrito à toa no frontão do templo de Delfos, o lugar mais famoso da antiga Grécia. É algo que levamos a vida inteira para compreender. É por isso que nem todo mundo está disposto a pagar o preço do autoconhecimento.

A base de tudo está nos valores. Ser bom ou mal são expansões desses valores que adquirimos no início da vida e vamos compondo com o passar dos anos.  Valores são as nossas impressões digitais da alma. Não há uma só pessoa igual a outra. Portanto, a outra banda da laranja é só uma expressão dos apaixonados. Os códigos são diferentes. Mesmo que os valores sejam iguais, os parâmetros são diferentes. O que é família, amor e ética para você é diferente para mim e para qualquer outra pessoa. A codificação é diferente.

De qualquer forma, são os valores que regem nossas decisões. As decisões são tomadas baseadas em nossos valores. Ao agradá-los, sentimos que fizemos a coisa certa. Tomando um posicionamento contrário aos nossos valores, nos sentiremos exaustos, confusos e tristes. O DNA perde a coloração.

Isso tudo fica bem mais claro quando você sabe quais são os seus valores. Os gregos eram considerados educados quando sabiam e viviam por seus valores. Eram reconhecidos pelas suas atitudes. Era a sua assinatura. Todos sabiam o que esperar daquele cidadão. Ter valores claros era ter honra. Os mestres orgulhavam-se de seus tutorados. O aprendiz consolidava seu aprendizado naquilo que vivia todos os dias.

Atualizando nossa conversa, quantos problemas e sofrimentos evitaríamos em família, no trabalho, clube ou igreja pelo simples exercício de buscar e encontrar nossos valores. Como seria bom se os valores de cada pessoa transbordassem e ficassem claros para os demais o quanto isso é importante para o outro.  Com tamanha evidência, seria mais fácil respeitar as pessoas.

Uma nação que não vive seus valores abre mão de ter uma visão.
Uma nação que não vive seus valores abre mão de ter uma visão.

Em tempos de campanha política, onde a população cria padrões para poder votar em alguém que imagina o mais adequado para este momento de escolhas importantes, é um chute no escuro.  É notório que todos pedem honestidade e trabalho.  Em dado momento, meio que no desespero, pede trabalho e, se possível, alguma honestidade. O que é lamentável, pois estes princípios deveriam ser a base da evolução de um candidato ou de um político com mandato. Competências é que deveriam ser levadas em conta. Articulação, versatilidade, proatividade, conhecimento social e desejável domínio da língua do país é que dariam o norte para esse ou aquele político ser votado.

Enquanto esse país não chega, amargamos 13 milhões de analfabetos acima dos 15 anos de idade e 4 milhões de toneladas de grãos a menos sendo colhidos por falta de infraestrutura de escoamento.  O que isso tem a ver com valores?  A bandeira brasileira é crivada com palavras que indicam valores, ordem e progresso. Não me parece que esses números acima representam a vivência desses valores em sua integridade. Uma nação que não vive seus valores abre mão de ter uma visão. E está longe de entender sua missão.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Conheça as vantagens e desvantagens do outsourcing

Empowerment: O Que é, sua Importância nas Empresas e Exemplos

Dinâmica de Apresentação: Como Fazer, Dicas e Exemplos Práticos

Diagrama de Ishikawa: Guia Completo Passo a Passo

O Carnaval chegou… todo cuidado é pouco!

AFINAL, EXISTE UM MODELO DE CORPO PERFEITO?

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.