A importância de fazer o que se gosta

felicidade na carreira
Estar bem profissionalmente é extremamente importante

O momento de escolher a carreira profissional costuma despertar angústias e incertezas na maioria dos jovens. Os mais seguros passam por essa fase penosa sem muitas dificuldades, mas há aqueles que não conseguem decidir qual rumo tomar. Nessa hora, é comum ouvir a velha frase: “faça o que gosta”. O conselho é valioso, entretanto, é preciso analisar uma série de fatores antes de segui-lo à risca.

Utilizando o raciocínio lógico, quando o funcionário gosta do que faz, a motivação e o empenho são maiores. Logo, há mais chances de destacar-se no mercado e ascender na carreira. No entanto essa recomendação não é eficaz em todos os casos. Isso porque há pessoas – um grande número delas, diga-se de passagem – que não “amam” o dia a dia de nenhuma profissão específica.


Muitos jovens apreciam apenas atividades associadas ao lazer, como ouvir música, ir à praia e namorar, porém, não se recebe dinheiro por nenhuma delas. Esse exemplo mostra que a reflexão para encontrar o ofício adequado deve ser mais aprofundada e ir além de imaginar algo que simplesmente desperte paixão. Até porque há uma série de ocupações que provavelmente não estão nos planos da maioria, mas, mesmo que não haja candidatos a esses cargos menos requisitados, caberá a alguém desempenhar tais funções.

No processo de escolha, é importante fazer um exercício de autoconhecimento. A partir do momento em que aptidões e preferências são delimitadas, fica mais fácil definir qual área combina mais com a personalidade. Não adianta, por exemplo, alimentar o sonho de ser cantor se você sempre desafina no chuveiro. Mas, uma coisa é certa: quando se tem afinidade com a atividade exercida, as chances de sentir prazer na rotina são muito maiores.

Motivação no trabalho
Quando o funcionário gosta do que faz, a motivação e o empenho são maiores

Para decidir que profissão vai abraçar, também é preciso levar em consideração o lado racional. Se o que se busca é viver bem financeiramente, não convém trabalhar com algo que dê poucas possibilidades de lucro. É necessário ponderar essas duas questões para encontrar um emprego que seja gratificante.

Mesmo aquele que ama o que faz encontra percalços e precisa driblar dificuldades que tornam o cotidiano cansativo. O segredo é procurar a melhor forma de resolver os problemas e dedicar-se de corpo e alma. Mais fácil do que pedir demissão e encontrar outro emprego que lhe satisfaça de imediato é tentar assumir uma postura diferente diante do seu trabalho.

É interessante avaliar o que pode ser feito para tornar a ocupação mais prazerosa e menos cansativa. Essa mudança pode partir de dentro para fora e contribui para o desenvolvimento pessoal. A busca pelo aprimoramento certamente fará o esforço ganhar reconhecimento – e essa é a melhor recompensa para que o profissional se sinta valorizado e, consequentemente, mais feliz.

 

Crédito Imagens:

http://meucantinho.org/

Jornalismo crítico e transparente. Notícias sobre política, economia e sociedade com olhar progressista

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Recolocação Profissional

Você já ouviu falar em Outsourcing?

LIDERANÇA EFETIVA: COMO GUIAR SUA CARREIRA E VIDA EM 2021

Skills de hoje e do futuro

O que é autoeficácia e como ela pode ajudar você

As habilidades mais importantes em 2021

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.