Lidando com padrões distorcidos

(Por Fernando Colella)

Em meu último artigo neste blog, defendi que propor-se objetivos medíocres porque podem ser alcançados com maior facilidade não pode caracterizar uma busca pelo sucesso. Grandes objetivos são aqueles realmente importantes para quem os traça, e este tipo de conquista merece ser sempre celebrada e estimulada. De fato, um dos papéis de um bom coach é motivar seu cliente à conquista de metas relevantes. Por outro lado, é preciso ter em mente que um dos critérios a ser considerado para que uma meta bem formulada é o seu realismo. Objetivos difíceis, mas alcançáveis, são sempre estimulantes. Porém, objetivos improváveis, cedo ou tarde, tornam-se frustrantes.
Em geral, as maiores e mais ambiciosas metas de um indivíduo estão relacionadas aos padrões de satisfação que este estabelece para uma determinada área da vida. Por exemplo, na área de recursos financeiros, imagine alguém que pretende ganhar um salário mensal de R$ 30 mil atuando profissionalmente em uma atividade incompatível com esses ganhos. Se ele não estiver disposto a mudar de área, terá de rever seus critérios salariais para não viver frustrado com ganhos inferiores aos pretendidos. Na área de saúde, uma pessoa pode ter como projeto ideal participar de corridas e maratonas, mas se sofrer algum acidente ou doença que lhe traga limitações físicas, como ter de viver em uma cadeira de rodas, permanecerá infeliz enquanto não rever seus padrões para essa área da vida.


No livro “Quality of Life Therapy”, o psicoterapeuta clínico Michael B. Frisch, autoridade internacional em psicologia positiva, sugere que, em casos como esses, objetivos realistas sejam determinados a partir de uma revisão nos padrões de uma determinada área da vida em que o indivíduo esteja insatisfeito. Se um objetivo não puder ser melhor formulado para se adequar às expectativas de seu autor, este poderá considerar então baixar levemente seus padrões para que possa obter maior satisfação na respectiva área de sua vida. Desta forma, retomando o exemplo acima, um indivíduo que desejava tornar-se um maratonista e que tem de viver em uma cadeira de rodas, poderá rever seus critérios e encontrar sua satisfação pessoal praticando modalidades paraolímpicas ou cuidando da área da saúde de outras maneiras, que podem incluir uma alimentação mais saudável ou práticas de exercícios mais leves e compatíveis com sua condição.
A revisão de critérios também merece ser considerada para indivíduos perfeccionistas, que normalmente buscam padrões inalcançáveis de perfeição para uma atividade, e que sofrem por ser impossível atingi-los. Por exemplo, um jornalista que precise concluir um texto e não consegue fazê-lo por considerar seu trabalho sempre insatisfatório, pode padecer com a falta de produtividade e ter problemas para cumprir prazos. Rever os padrões neste caso passa a ser fundamental para que esse profissional exerça de forma mais assertiva a sua profissão. Isso pode ser feito através de perguntas, como: “o que é suficiente?” ou “que objetivos e padrões realistas posso determinar para o sucesso nesta área da minha vida?”.

alcançar planos
Encontre sua satisfação pessoal

Se você acredita não possuir padrões realistas em alguma das áreas de sua vida, ou se é coach e tem de lidar com clientes que passam por essa situação, uma boa alternativa é utilizar a ferramenta abaixo para identificar critérios distorcidos e estabelecer novos padrões de satisfação em uma ou mais áreas. São perguntas eficazes que podem ser utilizadas juntamente com uma Roda da Vida para cada uma de suas áreas, ou em conjunto com outros métodos para validação de objetivos, como o SMART. Criei-a para trabalhar com alguns de meus clientes de coaching que não possuíam clareza de parâmetros em certos aspectos de suas vidas, e tenho obtido excelentes resultados. Espero que possa ser tão útil para você como tem sido para mim.

ESTABELECENDO NOVOS PADRÕES
1) Estabeleça a área da vida a ser avaliada a partir do objetivo pretendido (trabalho, finanças, família, intelecto, etc).
2) Avalie, de 0 a 100%, o seu nível de satisfação neste momento de sua vida com a área mencionada.
3) Descreva como seria exatamente alcançar o 100% nesta área. Seja específico.
4) Este padrão que você está querendo atingir é realista e viável? Em caso negativo, qual seria um padrão realista e viável?
5) O que precisa ser feito para que você possa a assumir esse novo padrão? Qual é o próximo passo para isso?
Observações: As questões 1 e 2 podem ser substituídas pela utilização da Roda da Vida. Neste caso, as perguntas seguintes aplicam-se a cada uma das áreas avaliadas. A última pergunta só deverá ser colocada caso perceba-se que o padrão a ser atingido não é viável. Não esqueça que é fundamental assumir um comprometimento pleno com essa mudança para alcançar resultados efetivos e duradouros. Bons novos padrões!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Conheça as vantagens e desvantagens do outsourcing

Empowerment: O Que é, sua Importância nas Empresas e Exemplos

Dinâmica de Apresentação: Como Fazer, Dicas e Exemplos Práticos

Diagrama de Ishikawa: Guia Completo Passo a Passo

O Carnaval chegou… todo cuidado é pouco!

AFINAL, EXISTE UM MODELO DE CORPO PERFEITO?

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.