Mentoring: o que é, como funciona, dicas e vantagens

Sabia que você pode crescer profissionalmente e conquistar seus objetivos por meio do mentoring?
Essa ferramenta de desenvolvimento profissional é uma excelente aliada na busca de orientação para lidar com os desafios na carreira.
O mentor é um profissional experiente e com know-how em uma área específica de atuação, que está disposto a transmitir conhecimento.
O mentorado é o profissional menos experiente, que procura apoio para chegar ao sucesso.
Entre os benefícios do mentoring, estão a expansão da rede de contatos, a saída da zona de conforto e o ganho de novas perspectivas.
Ele também permite que você aprenda por meio das vivências de outro profissional, que já trilhou um caminho cheio de aprendizados ao longo da carreira.
Achou interessante?
Neste post, saiba mais sobre o mentoring a partir dos tópicos a seguir:

  • O que é mentoring
  • Benefícios
  • Como funciona
  • Por que procurar
  • Tipos de mentoring
  • Como escolher um mentor
  • Coaching e mentoring.

Siga com a leitura e tire todas as suas dúvidas sobre o tema.

O que é mentoring?

Mentoring, em uma tradução para o português, significa mentoria.
Trata-se de uma ferramenta de desenvolvimento profissional com o propósito de agregar conhecimento e orientação.
A mentoria é feita com um profissional com experiência e expertise em uma área específica com outro profissional menos experiente, que deseja crescer profissionalmente.
O mentor apóia o mentorado, fornece insights e reflexões e compartilha experiências e conhecimentos.
No livro Coaching e mentoring: foco na excelência (Ser Mais, 2014), Adam Willy Nökel define o mentoring como um método em que o profissional menos experiente faz uso dos conselhos de outro mais experiente, que é um modelo para o mais novo.
“No mentoring, o mentor disponibiliza sua experiência, seus conhecimentos, sua perspectiva e visão dos fatos, para que o profissional mais novo possa progredir na carreira”, afirma o autor.
O processo de mentoring pode ser feito tanto individualmente quanto em grupo, integrando equipes em empresas.

Quais são os benefícios do mentoring?

mentoring quais sao beneficios
Vale a pena se debruçar sobre as vantagens do mentoring antes de buscar esse tipo de orientação.
Em um artigo para a revista Chron, a consultora de negócios Miranda Morley destaca os principais. Conheça quatro deles:

1. Receber conselhos

De acordo com a autora, o maior benefício é ter alguém a quem fazer perguntas e receber orientação, em vez de ser aconselhado por pessoas que não têm expertise na área, como familiares a amigos, por exemplo.

2. Ter uma perspectiva diferentes

Morley afirma que os mentores ajudam a olhar para problemas e situações de perspectivas diferentes daquelas a que você está acostumado.

3. Expandir a rede de contatos

Os mentores colocam os mentorados em contato com pessoas que podem fazer com que o negócio alcance maior sucesso, se você é um empreendedor.
“Quanto mais você faz networking, mais pessoas você conhece. E quanto mais pessoas você encontrar, maiores as chances de ter alguém que possa ajudá-lo a resolver problemas de negócios”, diz a autora.

4. Conhecer métodos e estratégias

Para Morley, um dos principais benefícios é que o mentor fornece métodos e estratégias ao mentorado que podem ser usados em toda a carreira, principalmente para donos de negócio.

Como funciona o mentoring?

O mentoring funciona a partir de encontros entre mentor e mentorado.
Todo o processo é feito por meio de programas de mentoring, que são conduzidos a partir de objetivos centrais definidos por ambas as partes.
Durante o processo, o mentor transmite o seu know-how para o mentorado, responde a dúvidas, compartilha conhecimentos e boas práticas e orienta.
Aí, mentor e mentorado realizam sessões com frequência predefinida, que podem ser semanais, quinzenais ou mensais, por exemplo.
A cada sessão, o mentor acompanha o desenvolvimento do mentorado, avaliando as mudanças implementadas nos intervalos de cada encontro.
O processo também segue o cronograma definido para o programa, com a dinâmica proposta pelo mentor previamente.
O mentoring é focado nas demandas profissionais do mentorado e, por isso, abarca questões específicas da carreira e atuação profissional no mercado.
Vale lembrar que os encontros podem ser presenciais ou online, por meio de videoconferências e Skype, por exemplo.
No entanto, as datas de início e término do processo geralmente não são claras e definidas, conforme aponta Nökel em Coaching e mentoring.
Segundo o autor, isso acontece porque o processo está muito ligado ao desenvolvimento do profissional.

Por que procurar um mentor?

mentoring por que procurar mentor
Você pode procurar um mentor por diferentes razões, como, por exemplo:

  • Para direcionar e construir a carreira
  • Para ter orientação para se posicionar no mercado
  • Para contar com apoio em uma atividade profissional, como a gestão de negócios
  • Para ter uma pessoa como referência e inspiração.

No entanto, qualquer pessoa pode se beneficiar do mentoring, independentemente da fase profissional que vive.
Em um artigo para a revista Forbes, Casey Jacox, presidente da Kforce, destaca três motivos para procurar um mentor.
O primeiro é que ele ajuda a definir uma meta mensurável, garantido que você tenha clareza de como conquistar os objetivos.
O segundo é que o mentor não deixa você se acomodar.
“O estabelecimento consistente de metas é essencial para alcançar um novo sucesso na vida. Isso nos desafia a sempre avançar para novas alturas”, diz o autor.
A terceira razão consiste no fato de que o mentor compartilha experiências pessoais que inspiram e motivam o mentorado.
“Esses ensinamentos inspiradores, se bem feitos, podem ajudá-lo a usar sua experiência e potencialmente evitar erros desnecessários”, destaca Jacox.

Quais as vantagens do processo de mentoring?

O processo de mentoring proporciona diferentes vantagens para o mentorado.
A principal, como já mencionamos, é a orientação que ele recebe do mentor, gerando todo o suporte que, muitas vezes, falta aos profissionais.
Apesar disso, também podemos acrescentar nesse rol a troca de ideias e o ganho de aprendizado a partir das vivências do mentor.
Durante o mentoring, ele pode até mesmo falar sobre os erros que cometeu ao longo da trajetória, servindo como um alerta para que você fuja deles.
Outra vantagem é o próprio desenvolvimento profissional do mentorado, desde o curto ao longo prazo.
Na prática, o mentorado fica mais preparado para enfrentar os desafios da profissão e do mercado, desenvolvendo habilidades importantes, criando metas e aumentando o desempenho e produtividade.
Já no mentoring aplicado a equipes em empresas, as vantagens incluem melhor utilização dos talentos, incentivo à inovação e criatividade e o ganho de produtividade nos processos.

Quem é o profissional que conduz o mentoring?

mentoring quem e profissional conduz
O profissional que conduz o mentoring é o próprio mentor.
Ele deve ser alguém com experiência em uma área do mercado e que esteja disposto a compartilhar seu know-how com outros profissionais.
O mentor é uma pessoa que adquiriu vivências na profissão, aprendeu com os próprios erros e hoje se tornou uma referência na área.
No livro Coaching e mentoring (Editora FGV, 2015), Ana Paula Gomes, André Barcaui, Anna Scofano e Dayse Gomes afirmam que somente aqueles com bagagem maior de sabedoria, conhecimento e experiência estão preparados para conduzir o mentoring.
Em Cicatrizes: os desafios de amadurecer no século 21 (Integrare, 2018), Sidnei Oliveira destaca que o mentor deve estar disposto a transferir sua experiência para outra pessoa, de modo que ela também possa superar os próprios desafios.
“O mentor é alguém que alcançou um nível de maturidade mais elevado naquela realidade, permitindo que ultrapassasse os desafios com maior autonomia”, diz o autor.

Qual a estratégia utilizada no mentoring?

A estratégia utilizada no mentoring consiste na estimulação do mentorado a buscar o desenvolvimento e a autonomia por meio das orientações e conhecimentos transmitidos pelo mentor.
A proposta é que o mentorado possa aprender também por meio das experiências, erros e acertos do mentor.
“O mentor se ocupa justamente de estimular o desenvolvimento da maturidade do indivíduo”, diz Sidnei Oliveira.
De acordo com o autor, isso é feito por meio da promoção de circunstâncias que possibilitem ao mentorado aumentar a capacidade de lidar com as consequências das próprias escolhas.
O objetivo é fazer delas fonte de aprendizado e gerar autonomia pessoal, segundo o autor.
Esse desenvolvimento acontece durante toda a trajetória profissional do mentorado.
Por isso, o mentoring geralmente não tem um período limite para acontecer.

Quais são os tipos de mentoring?

No livro Harvard Trends 2013: 45 tendências de gestão (Vida Económica Editorial, 2012), Pedro Barbosa afirma que existem dois tipos de mentoring: os programas internos e os externos.
De acordo com o autor, o mentoring interno é aquele realizado dentro de uma empresa ou grupo de empresas.
Já o externo ocorre quando o mentor e o mentorado não têm qualquer relação profissional direta.
Nesse último caso, Barbosa afirma que o mentor faz seu papel mais puro, porque não cabe a ele patrocinar ou proteger o mentorado quando necessário.
“Ambos os tipos de mentoring são importantes e a situação ideal é aquele em que o mentee tem mentores dos dois tipos, que se completam entre si”, afirma o autor.

Exemplos de mentoring

mentoring exemplos
Confira quatro exemplos de mentoring em diferentes aspectos profissionais:

1. Mentoring de gestão de negócios

Ideal para empreendedores iniciantes ou empresários com dificuldades para gerenciar negócios, pois o mentor dará todas as orientações de práticas e mudanças a serem implementadas na gestão.

2. Mentoring de marketing

Esse tipo de mentoring tem como objetivo criar uma estratégia de marketing digital, vender online e engajar os consumidores.
Por isso, também é bastante útil para os donos de negócios.

3. Mentoring de finanças

Como o próprio nome sugere, é voltado ao gerenciamento financeiro, essencial para manter um fluxo de caixa saudável no negócio.

4. Mentoring de vendas

O mentoring de vendas tem como foco as estratégias para vender mais, fidelizar clientes e realizar fechamentos.

O que devo procurar em um mentor?

Em um artigo para a Forbes, Ashira Prossack, especialista em engajamento de Millennials e Geração Z, destaca quatro fatores que você deve procurar em um mentor. Confira.

1. Compatibilidade

A autora salienta o fato de o mentor ser alguém com quem você trabalhará de perto.
“Você tem que ser compatível com essa pessoa, ou o relacionamento pode parecer tenso ou forçado”, afirma.

2. Contraste

De acordo com a autora, o ideal é que o mentor esteja fora da sua zona de conforto, justamente porque esse é uma das funções dele no mentoring.
“Você não quer um clone de si mesmo ou de seu melhor amigo como mentor. Você precisa da diversidade para ter uma perspectiva realmente diferente das coisas”, aconselha.

3. Expertise

Prossack ressalta que não se trata de escolher um mentor com o maior número de anos de experiência, e sim um mentor com conhecimento e expertise que possa ajudar na sua jornada.
“Você quer um mentor com experiência suficiente para ajudá-lo a navegar pelos desafios que enfrenta”, pontua a autora.

4. Confiança

Como você irá contar confidências ao mentor, a confiança é fator essencial.
“Essa confiança deve estar nos sentidos, pois o relacionamento será mais bem-sucedido quando o mentor confiar em você também”, afirma.

Dicas para escolher um mentor

mentoring dicas para escolher um mentor
Na hora de definir quem será o seu mentor, tenha as dicas a seguir em mente:

Conhecimento técnico

O mentor deve ter conhecimento técnico compatível com a sua necessidade.
Sem isso, ele não está preparado para oferecer um mentoring de valor.
Pesquise a respeito do conhecimento técnico do mentor, avaliando currículo no LinkedIn e certificações.

Experiência comprovada

O mentor também deve ter experiência comprovada na área, pois é isso que permitirá que ele transmita conhecimentos e oriente o mentorado.
Compare os mentores e avalie qual deles tem a experiência mais relevante para você, podendo contribuir mais ao seu desenvolvimento.
Lembre-se de que a idade do mentor não é o mais importante, e sim a expertise que ele possui na área.

Admiração

O mentor deve ser alguém que você admira, porque ele deve servir como referência e inspiração.
Isso também é crucial para manter a credibilidade e a confiança no mentor durante o processo.

Afinidade

Ter afinidade com o mentor é essencial para manter um bom relacionamento com ele, uma vez que os encontros serão frequentes e você irá falar sobre suas inseguranças e medos, em busca de orientação.

Mentor coach

De preferência, busque um mentor que também seja coach.
Como você verá adiante, essas duas metodologia se complementam e, por isso, o mentor terá conhecimentos ainda mais relevantes para ajudar na sua carreira.

Coaching e Mentoring

mentoring coaching
Está em dúvida sobre a diferença entre coaching e mentoring?
Na sequência, saiba o que é cada metodologia e como utilizá-las para se desenvolver profissional e pessoalmente.

O que é Coaching?

Coaching é uma metodologia voltado ao desenvolvimento de competências e habilidades comportamentais.
Foca exclusivamente nas atitudes do indivíduo e, ao contrário do mentoring, é empregado para atingir tanto objetivos pessoais quanto profissionais.
O coaching potencializa as virtudes do indivíduo e corrige as suas vulnerabilidades a partir de um plano de ação que tem no objetivo ou meta o ponto de partida.
A metodologia tem como objetivo buscar a autonomia do indivíduo.
Por isso, é um processo mais abrangente, que considera os pontos fortes e fracos do coachee como um todo.
Diferente do mentoring, o coaching não oferece respostas prontas, e sim incentiva o autoconhecimento para que o próprio coachee obtenha as respostas.

O que é Mentoring?

Como você viu antes, o mentoring é um processo mais específico, voltado a alguma demanda profissional do mentorado.
A metodologia consiste na orientação dada por profissionais mais experientes para profissionais menos experientes em alguma área.

Coaching x Mentoring, como escolher a metodologia correta?

Coaching ou mentoring: qual é a melhor opção para você?
Como você acabou de ver, cada metodologia funciona de uma maneira.
Uma boa estratégia é combinar as duas para obter resultados ainda mais potentes e trabalhar tanto as suas competências quanto focar especificamente nos desafios profissionais.
Mas para escolher uma delas, é preciso ter em mente o que você está buscando.
Em entrevista para o jornal GaúchaZH, as empreendedoras Érica Halty e Gessieli Haussen diferenciam as metodologias.
De acordo com elas, o mentoring pode ser adaptado a diferentes situações profissionais, podendo ser útil para quem quer empreender, está passando por uma transição de carreira, buscando uma programação ou cargo de liderança, por exemplo.
Já o coaching é uma metodologia que requer foco e objetivo, seja em âmbito pessoal ou profissional.
“Se parte de um ponto, de ‘onde estou’, para a realização do ‘onde quero chegar’. Para isso, é feito um mergulho no autoconhecimento e se traça um plano de ação”, afirma Halty.

Um profissional de mentoring precisa ser um coach?

mentoring profissional precisa ser coach
Um profissional de mentoring não precisa, necessariamente, ser um coach.
Como abordamos anteriormente, o pré-requisito é que ele tenha experiência e expertise na área, com conhecimentos técnicos aprofundados para orientar o mentorado.
Mas, apesar disso, a metodologia de coaching é interessante para mentores.
Isso porque ela oferece técnicas com embasamento científico para desenvolver competências e fomentar o autoconhecimento.
Ou seja: um mentor não precisa ser um coach, mas ele será mais bem preparado e terá mais potencial para ajudar o mentorado se tiver formação em coaching.

Coaching para mentores

Uma excelente opção para mentores é fazer um processo de coaching voltado a essa área de atuação.
O coaching para mentores é focado no desenvolvimento de competências para aumentar a performance e a atuação profissional e direcionar líderes e executivos ao sucesso.
Também é capaz de potencializar a capacidade do mentor de orientar profissionais rumo à produtividade e performance a partir de técnicas com embasamento científico.
A metodologia fornece aprendizado contínuo, de modo que o mentor pode garantir a qualidade do serviço que oferece aos mentorados.
Dessa forma, o principal benefício é que o mentor pode combinar as duas metodologias em seus atendimentos, ampliando o leque de conhecimentos, técnicas e ferramentas relevantes para gerar insights ao mentorado ou coachee.

Conclusão

mentoring conclusao
Já está convencido de que o mentoring é a solução para você se desenvolver profissionalmente, superar as barreiras e alcançar o sucesso?
Então, é hora de ir em busca de um mentor qualificado, com expertise comprovada, confiança, credibilidade no mercado e que possa levar você para fora da zona de conforto.
Tenha em mente que o processo é uma oportunidade de aprender por meio das experiências de um profissional com mais bagagem e que sirva de inspiração para que você conquiste os seus objetivos.
Mas se o seu desejo é ganhar autoconhecimento e desenvolver competências, lembre-se de que o coaching é a alternativa adequada.
E se você próprio é um desses profissionais com experiência e conhecimento em uma área, se tornar um mentor é uma maneira de compartilhar a sua expertise com outras pessoas.
Nesse caso, combine o mentoring com o coaching.
Aproveite para conhecer o curso Mentoring Coaching, da SBCoaching, que é referência mundial na área.
Gostou das dicas deste artigo?
Deixe um comentário e compartilhe em suas redes sociais.

Comentários

Quem leu este post leu também :)

Motivos para você não se tornar um coach no Brasil!

Positive Coaching: você precisa saber como funciona

Desenvolvimento de carreira: saiba como o coaching pode te ajudar

Recolocação profissional: confira 10 dicas para conquistá-la

Qual a sua meta? Defina onde você quer chegar!

Potencialize suas competências e alcance resultados extraordinários

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.