Motivacional: Guia Completo Sobre Motivação + 24 Frases

vida extraordinaria coaching da suporte

Quer entender de uma vez por todas o que é motivação e como funciona a psicologia motivacional?

A intenção é ótima, mas não existe uma resposta simples.

Afinal, aquilo que o anima a acordar cedo todos os dias, sair de casa quando ainda está escuro e enfrentar uma longa jornada de trabalho pode ser praticamente irrelevante para o seu vizinho.

Nossas motivações não são as mesmas, porque crescemos em contextos diferentes, pertencemos a famílias distintas e temos objetivos diversos.

Se você parar para pensar, nenhuma pessoa é igual a outra.

E esse é o grande desafio dos estudiosos dessa área.

Como entender por que o Carlos se mantém focado e não desiste diante das dificuldades se o Gilberto se deixa abater diante do mesmo contexto?

Entender a motivação, e aprofundar-se na psicologia motivacional é um desafio e tanto, mas o simples interesse por esse campo do conhecimento indica que você está trilhando um caminho promissor.

Quando conhecemos os fatores que nos animam e os que podem causar desmotivação, fica mais fácil reagir a eles.

Neste guia, você vai aprender, em detalhes, o que é a motivação (teoria motivacional ou psicologia motivacional) e como ela impacta na sua vida.

Também vai conhecer a psicologia motivacional e as ideias defendidas pelo psicólogo David McClelland, que desenvolveu a Teoria das Necessidades no fim dos anos 1960 e se tornou uma das maiores autoridades do mundo nesse campo de estudo.

E, no fim do artigo, uma cartada final: 24 frases sobre motivação para animar o seu dia.

O que é Motivação?

avaliacao 360 como e feita

A palavra motivação tem origem no latim movere, expressão que pode ser traduzida como mover.

Nas ciências humanas e na psicologia, a motivação é entendida como uma condição do organismo que orienta o comportamento.

Falando de forma simplificada, é uma espécie de impulso interno que leva à determinada ação.

Dizemos que a motivação é uma condição porque, sem esse impulso interno, o comportamento não se altera, e a ação não é realizada. A ação motivacional

Em geral, a motivação humana está associada a necessidades.

Algumas são necessidades fisiológicas, como a exigência por água, oxigênio, comida, sono e sexo.

Outras necessidades são secundárias, como a exigência por boa autoestima, relacionamento com outras pessoas e afeto.

Em seu livro Comportamento Organizacional (Pearson Brasil, 2010), o estudioso Stephen Robbins escreve que a motivação é resultado da interação do indivíduo com a situação, que pode ser entendido também como contexto ou ambiente.

Ele defende que o nível de motivação varia tanto de uma pessoa para outra quanto em uma mesma pessoa, dependendo de diferentes situações.

E a remuneração? Essa sempre é uma motivação a ser considerada, mas simplificar todas as motivações à busca por dinheiro é cometer um erro.

A escritora Cecília Whitaker Bergamini defende a tese de que os incentivos monetários e de bens materiais satisfazem apenas no momento em que ocorre a premiação.

Segundo ela, a satisfação das necessidades psicológicas é o que realmente incentiva os trabalhadores a melhorar o próprio desempenho de forma recorrente.

Com frequência, a motivação é pauta no mundo corporativo, porque é associada ao desempenho dos profissionais.

Em 2017, uma pesquisa do Instituto Locomotiva revelou que 56% dos trabalhadores com carteira assinada entrevistados estão insatisfeitos com seu emprego.

Se a amostragem for fiel ao todo, significa dizer que, pelo menos, 18,7 milhões de brasileiros trocariam de emprego em busca de maior motivação.

Isso porque apenas um terço dos entrevistados se declarou satisfeito de modo geral com a carreira.

Em geral, um funcionário desanimado tem o próprio desempenho afetado e enfrenta dificuldades para bater metas, porque não se sente valorizado e/ou não acredita no propósito da empresa.

Por esse motivo, gestores e líderes de organizações buscam, com frequência, estratégias para motivação dos colaboradores, a fim de potencializar os resultados e a saúde – tanto das finanças da empresa como dos funcionários de modo geral.

Para montar essas estratégias, nada melhor do que entender, a fundo, o que nos move.

É aí que entra a psicologia motivacional.

O que é Psicologia Motivacional?

A psicologia motivacional é o ramo da psicologia que estuda justamente o que estamos tratando neste post: a motivação dos indivíduos.

O grande objetivo da psicologia motivacional é responder permanentemente à pergunta “por que determinada pessoa se comporta de determinada maneira?”.

O que nos motiva e nos desmotiva?

Quem consegue responder a essa pergunta com propriedade pode encontrar benefícios em diversas áreas. Por isso a psicologia motivacional é muito valiosa.

Esse conhecimento é benéfico, por exemplo, para quem pretende melhorar o próprio desempenho ou o desempenho dos outros, como ocorre no processo de coaching.

Há diversas linhas teóricas dentro da psicologia motivacional, que buscam as respostas para as mesmas perguntas, mas com metodologias diferentes.

A partir de agora, vamos nos aprofundar em uma delas, que está entre as mais respeitadas.

Tipos de Psicologia Motivacional

Considerado uma das maiores referências no campo de estudo da motivação, o psicólogo americano David McClelland desenvolveu, na década de 1960, a Teoria das Necessidades.

Desde então, essa teoria vem sendo utilizada por diversos psicólogos e estudiosos da motivação para entender o que move cada indivíduo.

Para o estudioso americano, as principais necessidades que devem ser consideradas são as necessidades adquiridas.

Ele define as necessidades adquiridas como aquelas que cada pessoa desenvolve ao longo da vida.

Elas surgem da convivência em sociedade e da interação com outras pessoas, além do meio ambiente.

Nessa teoria, fica clara a influência do meio em que cada pessoa está inserida na construção da motivação.

McClelland defende que essas necessidades se manifestam para todos os indivíduos, com diferentes graus.

Isso significa que a hierarquia das necessidades é individual.

Cada indivíduo terá uma maneira de lidar com o ambiente e será resultado de interações diferentes, por isso não há como delimitar qual necessidade será mais relevante para cada pessoa.

A partir de agora, vamos nos aprofundar nas necessidades apontadas pelo estudioso americano como as mais relevantes na construção da motivação.

Realização

McClelland explica que a necessidade de realização é o desejo que um indivíduo possui de atingir objetivos que sejam desafiadores.

O indivíduo com necessidade de realização busca fazer sempre melhor e de forma mais eficiente.

Ele persegue a excelência e o sucesso para obter reconhecimento por aquilo que conquista.

O psicólogo americano argumenta que indivíduos com alta necessidade de realização tendem a escolher situações em que os riscos são moderados.

Eles precisam acreditar que as suas habilidades e capacidades serão suficientes para realizar a tarefa.

Ou seja: o indivíduo com alta necessidade de realização vai priorizar as atividades em que ele confia nas chances de sucesso.

Ele vai dar maior atenção, também, as atividades em que o sucesso depende, principalmente, da própria capacidade e dos próprios esforços.

Mas se engana quem pensa que isso significa ir pelo caminho mais fácil.

Pelo contrário.

Esses indivíduos tendem a evitar situações de baixo risco, porque consideram que o sucesso, nesse caso, não seria digno de glórias.

Não seria, em outras palavras, uma realização propriamente dita.

Também evitarão as situações de alto risco, porque a própria percepção indica que as chances de sucesso são baixas.

É importante notar, ainda, que indivíduos com alta necessidade de realização vão priorizar as tarefas em que haja um feedback regular.

Eles precisam monitorar o próprio desempenho, com objetivos claros.

Se isso não acontecer, será impossível alcançar a realização de fato.

Em último lugar, é válido ressaltar que as pessoas com alta necessidade de realização preferem trabalhar sozinhas.

No máximo, aceitam equipes em que as pessoas também possuam essa alta necessidade.

Afiliação ou associação

O termo original para essa necessidade é “affiliation”, em inglês.

Na literatura nacional, frequentemente ele é traduzido como “afiliação”, que seria uma tradução mais literal.

Em outros casos, a tradução é “associação”, palavra de uso mais recorrente no Brasil.

São dois termos para a mesma necessidade. Fique à vontade para adotar a que você prefere.

A necessidade de associação está ligada ao desejo de se sentir querido, aceito e acolhido.

Em outras palavras, é o desejo que o indivíduo sente por estabelecer e manter relações afetivas com outras pessoas.

Indivíduos com alta necessidade de associação tendem a preferir trabalhos ou tarefas em que haja interações com outras pessoas.

Eles valorizam trabalhos em equipe, pautado por cooperação, coleguismo e concordância entre cada um de seus membros.

Para identificar uma pessoa com alta necessidade de associação, basta encontrar indivíduos que deem preferência ao trabalho em equipe e busquem de forma constante a aprovação junto aos colegas.

Eles precisam ser considerados propensos ao sucesso por esses colegas.

Em vez de especialistas e técnicos, as pessoas com necessidade de associação tendem a escolher amigos no momento de formar uma equipe.

A confiança nas boas relações, nesse caso, é mais importante do que a competência técnica.

Poder

coaching desportivo como funciona

Finalmente, a outra necessidade apontada pelo psicólogo americano como essencial para motivação dos indivíduos é a necessidade de poder.

A necessidade de poder pode ser entendida como o desejo que uma pessoa possui de controlar os meios pelos quais outras pessoas são influenciadas.

Essas pessoas tendem a tentar se destacar ou causar impacto diante dos outros, em vez de trabalhar em tarefas pouco desafiadoras.

As pessoas com alta necessidade de poder têm propensão a assumir mais riscos, desde que sejam visíveis aos indivíduos que elas desejam impressionar.

A busca é por status, influência e prestígio junto a seus pares.

Em vez de buscar situações de cooperação, elas vão buscar situações de competição.

Essas pessoas querem estar nas posições de poder, nas quais sejam tratadas com deferência e respeito.

Esse poder pode ser pessoal, ligado à liderança de um grupo de amigos, à chefia de uma empresa ou à voz de comando na família, por exemplo.

E o poder também pode ser institucional, quando o cargo de liderança é garantido pela posição ocupada.

É o caso de políticos ou de diretores/presidentes de grandes instituições, eleitos por conselhos.

O Coaching e a Psicologia Motivacional

vida mais feliz coaching para alcancar seus objetivos

Como você deve ter percebido, as diferentes necessidades listadas acima influenciam de maneira muito evidente o comportamento do indivíduo.

Essas necessidades são responsáveis por motivar alguém a escolher determinado caminho, em detrimento dos outros.

Essa informação pode ser essencial para definir aspectos da carreira, por exemplo.

No coaching, o objetivo é aperfeiçoar o desempenho de uma pessoa ou de um grupo de pessoas, potencializando a capacidade do indivíduo.

Às vezes, isso significa mudanças profissionais para alcançar o desempenho máximo.

Em outras, significa mudanças de postura, que passam por um autoconhecimento aprofundado.

De qualquer forma, entender as necessidades de cada pessoa vai ajudar o profissional do coaching a orientar os seus clientes.

Por meio de conversas e questionários, é possível descobrir se uma pessoa dá preferência à necessidade por realização, associação ou poder.

Essa informação vai determinar os locais onde ela pode ter mais ou menos sucesso.

As pessoas motivadas por realização tendem a assumir responsabilidade por suas ações, gostam de tomar iniciativa, são competitivas, estabelecem metas realistas e procuram dar sempre o melhor de si mesmo.

Você não vai sugerir, para uma pessoa com alta necessidade de realização, um trabalho coletivo em que ela possua o papel de fiscalizar, e não de executar, por exemplo.

Isso seria agir de maneira contrária às suas motivações.

Já as pessoas motivadas por associação dão mais importância às pessoas do que às tarefas, procuram a aprovação de colegas, dão preferência a relações próximas e privilegiam ambientes de cooperação.

Para essa pessoa, você não vai sugerir trabalhos individuais e de alta complexidade, em que haja poucas relações com grupos de trabalho.

Finalmente, as pessoas motivadas por poder querem exercer influência sobre as outras pessoas, dando preferência para situações em que seja possível impressionar e causar impacto, em busca de influência, prestígio e status.

Para um indivíduo com alta necessidade de poder, você não vai indicar tarefas repetitivas e monótonas, que sejam vistas como de baixo risco por parte da sociedade.

Não é isso que as motiva.

Lista de 24 Frases e Palavras Motivacionais

Agora você já entende o papel da motivação, os diferentes tipos de necessidades que a direcionam e sabe como a psicologia desse campo de estudo contribui no trabalho do coaching.

Este é o momento, então, de descobrir algumas frases motivacionais famosas, que podem trazer efeito instantâneo de ânimo para o seu dia.

Selecionamos 24 frases com uma breve contextualização e o autor destacado. Confira:

  1. “O sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder entusiasmo”

Winston Churchill, primeiro-ministro do Reino Unido durante a Segunda Guerra Mundial.

  1. “Descobri que, quanto mais eu trabalho, mais sorte eu pareço ter”

Thomas Jefferson, terceiro presidente dos Estados Unidos.

  1. “Não tenha medo de desistir do bom para perseguir o ótimo”

John D. Rockefeller, empreendedor americano célebre por ter revolucionado o setor do petróleo.

  1. “O que nos parece uma provação amarga pode ser uma bênção disfarçada”

Oscar Wilde, escritor, poeta e dramaturgo britânico de origem irlandesa, que tem, entre suas obras, o conceituado livro O Retrato de Dorian Grey.

  1. “O grande segredo de uma boa vida é encontrar qual é o seu destino. E realizá-lo”

Henry Ford, empreendedor, fundador da Ford e primeiro empresário a aplicar a montagem em série de forma a produzir automóveis em massa.

  1. “Um homem de sucesso é aquele que cria uma parede com os tijolos que jogaram nele”

David Brinkley, jornalista americano e locutor de longa carreira na NBC e ABC

  1. “Eu não falhei. Só descobri 10 mil caminhos que não eram o certo”

Thomas Edison, empresário e inventor americano que inventou a lâmpada elétrica incandescente e registrou 2.332 patentes.

  1. “Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente. Quem sobrevive é o mais disposto à mudança”

Charles Darwin, biólogo e naturalista britânico, criador da teoria da evolução.

  1. “Todos os seus sonhos podem se tornar realidade se você tem coragem para persegui-los”

Walt Disney, desenhista, cineasta e empreendedor, cofundador da The Walt Disney Company.

  1. “A distância entre o sonho e a realidade chama-se disciplina”

Bernardinho, ex-jogador e ex-treinador de voleibol, considerado um dos maiores campeões da história do voleibol.

  1. “O sucesso normalmente vem para quem está ocupado demais para procurar por ele”

Henry David Thoreau, filósofo, poeta e autor americano, ativista anti-impostos, autor da obra “A Desobediência Civil”.

  1. “O tempo é sempre certo para fazer o que está certo”

Martin Luther King, pastor protestante e ativista político americano, célebre líder do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos.

  1. “O único lugar em que o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário”

Vidal Sassoon, cabeleireiro e empreendedor inglês de grande notoriedade.

  1. “Pedras no caminho? Eu guardo todas. Um dia vou construir um castelo”

Nemo Nox, pseudônimo de identidade desconhecida.

  1. “Por vezes, sentimos que aquilo que fazemos não é senão uma gota de água no mar. Mas o mar seria menor se lhe faltasse uma gota”

Madre Teresa de Calcutá, religiosa católica de etnia albanesa e naturalizada indiana.

  1. “Se não existe esforço, não existe progresso”

Fredrick Douglas, abolicionista e escritor americano, um dos mais eminentes afro-americanos da história.

  1. “Você deve lutar mais de uma batalha para se tornar um vencedor”

Margaret Thatcher, política britânica que serviu como Primeira-Ministra do Reino Unido de 1979 a 1990.

  1. “Quando você quer alguma coisa, todo o universo conspira para que você realize o seu desejo”

Paulo Coelho, escritor, letrista e jornalista brasileiro, autor de “O Alquimista”, livro brasileiro mais vendido de todos os tempos.

  1. “O guerreiro de sucesso é um homem médio, mas com um foco apurado como um raio laser”

Bruce Lee, artista, ator, lutador de artes marciais, filósofo e cineasta de Hong Kong.

  1. “O problema não é haver problemas. O problema é esperar outra coisa e pensar que ter problemas é um problema”

Theodore Rubin, psiquiatra e autor americano, ex-presidente do Instituto Americano de Psicanálise.

  1. “Deem-me seis horas para cortar uma árvore e eu gastarei a primeira hora a afiar o machado”

Abraham Lincoln, político norte-americano, foi o 16° presidente dos Estados Unidos.

  1. “Com talento ganhamos partidas; com trabalho em equipe e inteligência ganhamos campeonatos”

Michael Jordan, ex-jogador profissional de basquete, considerado um dos maiores jogadores de todos os tempos.

  1. “A mais alta das torres começa no solo”

Provérbio chinês.

  1. “Todo progresso acontece fora da zona de conforto”

Michael John Bobak, artista visual americano de sucesso recente.

Conclusão

Se você chegou até aqui, é porque realmente está interessado na motivação e em como ela pode impactar de forma positiva a sua vida, tanto no âmbito pessoal como profissional.

Ao terminar a leitura deste post, você deve saber explicar, com propriedade, o que é a motivação e qual a contribuição da psicologia motivacional para qualquer indivíduo.

Esperamos, também, que você tenha terminado a leitura mais disposto a enfrentar os próprios desafios.

Agora, se você deseja ir além do conteúdo apresentado e quer consolidar sua própria motivação pessoal, uma alternativa é recorrer ao coaching.

Essa metodologia pode ajudá-lo a olhar para dentro de si e buscar os aspectos que mais dão cor às suas manhãs e mais o animam a perseguir seus objetivos e realizar seus sonhos.

Lembre-se: com o auxílio do coach, você não vai ganhar um grito de animação, e sim uma bússola para encontrar os motivos que o tiram da cama rumo ao futuro que tanto almeja.

Gostou das dicas? Deixe um comentário contando a maior motivação da sua vida.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Descubra a importância de desenvolver a autoaceitação

Os benefícios de aprender a se colocar no lugar do outro

Aprenda a desenvolver inteligência emocional no trabalho

Saiba o que é resiliência e entenda como desenvolvê-la

Como identificar e prevenir o esgotamento mental

Cinco dicas práticas de como vencer a timidez

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.