Mulheres cuidam melhor da carreira?

Apesar da conquista de direitos femininos ao longo das últimas décadas, a diferença de gênero ainda é fator de preconceito no mercado de trabalho. Embora as pesquisas apontem que as mulheres já são maioria no ensino superior, muitas empresas continuam resistentes a contratá-las. E quando finalmente são empregadas, muitas vezes enfrentam um novo problema: a discrepância salarial. Em compensação, possuem características favoráveis ao relacionamento interpessoal no ambiente corporativo. Enquanto os homens são movidos, geralmente, pela racionalidade, elas, por sua vez, são mais tolerantes, sensíveis e intuitivas, podendo facilitar a solução de conflitos com base na negociação.

Elas invadiram o mercado

Segundo dados do governo brasileiro, em 2011 o crescimento da participação feminina foi maior que o da masculina, com aumento de 5,93% em relação ao ano anterior. De acordo com a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), o número de empregos de mulheres com carteira assinada passou de 18,3 milhões em 2010 para 19,4 milhões no ano seguinte.

Os registros revelam ainda que a mudança ocorreu tanto em pequenos como em grandes cargos. Dentre eles, destacam-se atividades em Administração Pública, Construção Civil, Construção de Estações e Redes de Telecomunicações, Comércio Varejista especializado em eletrodomésticos e Transporte Rodoviário de Carga. Outros estudos também apontam expansão nas áreas de Recursos Humanos e Educação.

Qualidades

Uma nova tendência é a contratação de mulheres para cargos de gerência. A opção pelo gênero tem sido, inclusive, um dos requisitos exigidos para o preenchimento das vagas. Segundo especialistas, uma das razões é o fato de serem mais objetivas na execução de tarefas diárias, como, por exemplo, realizar uma reunião dentro do tempo planejado.

mulher sala mesa equipe
A rede de contatos é fundamental para ter acesso a melhores oportunidades.

Além disso, outros pontos favoráveis podem ser citados:

Flexibilidade e paciência: procuram atuar de forma mais harmônica, incentivando a participação dos colaboradores;

Equilíbrio: embora saibam usar a racionalidade para tomar decisões assertivas, também fazem uso da emoção para equilibrar situações que exigem mais maleabilidade;

Organização: costumam ser mais organizadas e disciplinadas;

Motivação no trabalho: demonstram estar mais satisfeitas em relação às atividades desenvolvidas;

Salários menores: Além de tudo isso, geralmente aceitam remuneração inferior a dos homens.

Claro que essa é uma avaliação feita de modo generalizado, visto que, além da questão de gênero, outros fatores vão determinar o comportamento humano e a empregabilidade. De todo modo, é importante que as mulheres saibam aproveitar as qualidades inerentes ao sexo feminino para alavancar a carreira profissional.

Amplie sua rede

Uma boa dica é expandir o networking. A rede de contatos é fundamental para ter acesso a melhores oportunidades. Para isso, além de convenções presenciais, é válido acessar sites de busca com listas de empresas e associações relacionadas a diversas áreas de interesse.

Há também plataformas online que funcionam como redes sociais destinadas a profissionais, onde é possível criar perfis com currículos e portfólios. Através de ferramentas como essas, as chances de contato direto com futuros empregadores são maiores.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Recolocação Profissional

Você já ouviu falar em Outsourcing?

LIDERANÇA EFETIVA: COMO GUIAR SUA CARREIRA E VIDA EM 2021

Skills de hoje e do futuro

O que é autoeficácia e como ela pode ajudar você

As habilidades mais importantes em 2021

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.