Os três pecados mortais no estabelecimento de metas

estabelecendo-metas

(Por Dani Assunção)

É comum pensarmos em coisas que gostaríamos de concretizar e objetivos a realizar nos diferentes papéis que exercemos, pois nos estimula a crescer e conquistar novos patamares de realização. E isso é mais evidente em algumas fases da vida e do ano, como o Réveillon ou quando passamos por importantes mudanças pessoais ou profissionais. Mas passado o Ano Novo, parece que nossa rotina habitual volta a tomar conta, diminuímos nossa empolgação inicial e entramos novamente em nossa zona de conforto.



//

É comum também esses sonhos não passarem de meras intenções que acabam não ganhando a dedicação suficiente para serem estruturados e planejados, e assim não se transformam em realidade. Observamos outras pessoas e muitas delas parecem ter menos recursos do que nós, mas ainda assim são capazes de agir a despeito de qualquer fator que pudesse ser considerado um empecilho em nossa jornada. Então, como identificar o real problema e as possíveis soluções?

Existem vários pontos que podem ser considerados no estabelecimento de metas e como pensar a melhor estratégia para executá-las. O principal deles, sem sombra de dúvidas, é o porquê. O que nos motiva, por que queremos realizar determinado projeto ou sonho. Sem um forte senso de propósito para entrar em ação, nenhum planejamento, por mais eficiente que seja, irá fornecer o suporte necessário para a sua realização. Até porque, muitos objetivos podem ter um prazo longo o suficiente para fazê-lo desistir.

É importante então, conhecer quais são seus valores, aquilo que é realmente importante para você. Eles são a base que nos motiva a querer algo e também colaboram para identificar e criar os meios necessários para sua concretização.

Por outro lado, temos alguns comportamentos que interferem negativamente e prejudicam o desenvolvimento de uma ideia, projeto ou meta. Eles são verdadeiros “pecados” no estabelecimento de metas, ou seja, são nossos grandes sabotadores e nos impedem de ter a vida que realmente queremos. Mas você pode aprender a driblá-los, se os conhecer bem. São eles:

Pecado 1: Impaciência

Praticamente todos nós temos esse sonho pecaminoso: queremos conseguir tudo o que desejamos hoje! Agora! Neste momento! Ou melhor, ainda ontem!!! Nessa nossa “era de gratificação instantânea”, se não vemos resultados imediatos de nossas ações, isso pode significar apenas uma coisa: o que estamos fazendo não funciona. Assim, perdemos facilmente o interesse e passamos para a próxima coisa “bacana” que promete resultados ainda mais rápidos.

O problema surge quando combinamos um forte desejo de atingir o nosso objetivo com a impaciência. Pois ao invés de planejarmos cuidadosamente, acabamos fazendo uma porção de outras coisas absolutamente inúteis. Em vez de fazermos certo da primeira vez, acabamos estragando tudo, na esperança de poder “ajustar” mais tarde. Como resultado, o que supostamente deveria ser um caminho agradável e constante rumo ao sucesso, transforma-se em uma série de falhas e amargas decepções.

Um dos “antídotos” contra a impaciência é ter claros quais os benefícios que irá obter ao conquistar seu objetivo. Levante todos os ganhos de sua realização e também faça uma lista daquilo que deixará de obter caso não o realize. Assim, pode avaliar melhor seu nível de comprometimento com sua meta e reconhecer o tempo necessário para alcançá-la.

pecados-mortais-estabelecimento-metas

Pecado 2: Ganância

A ganância geralmente é decorrente de outro pecado mortal, a impaciência. Por odiarmos esperar por qualquer coisa, preferimos ir atrás de vários objetivos ao mesmo tempo. Querer ser multitarefa, de fato, prejudica quem pensa em seguir um plano de estabelecimento de metas.

Não adianta tentar pensar em “dois objetivos pelo esforço de um”, achando que desta forma as coisas podem caminhar juntas e mais facilmente. O que aparentemente pode soar “mais prático” pode trazer mais stress e insatisfação do que tentar trabalhar uma meta de cada vez. Especialmente quando esse objetivo implica a mudança de hábitos – algo que envolve qualquer objetivo de médio e longo prazo.

Se você pensa em correr uma maratona, falar um idioma fluentemente, fazer um mestrado ou mesmo abrir e gerenciar um negócio próprio, alguns hábitos precisarão ser criados ou modificados. E isso demanda um certo tempo. O lado bom é que, ao criar hábitos mais saudáveis e direcionados ao seu objetivo, estes naturalmente irão impactar de forma positiva uma série de outros comportamentos seus. Portanto, seja gentil consigo mesmo, mas sem deixar de ser exigente no sentido de manter sua constância rumo à meta estabelecida.

Pecado 3: Procrastinação

Este é um pecado que a maioria de nós comete. É similar à preguiça, mas tem uma diferença significativa: os preguiçosos não querem fazer nada. As pessoas que procrastinam não querem fazer “determinadas tarefas”, mas demonstram milagrosa produtividade quando se trata de organizar sua mesa, fazer café e verificar e-mails. Contra a procrastinação, é extremamente importante ter estabelecido seu objetivo de forma SMART (específico, mensurável, atingível, relevante e temporal – com data determinada), encontrar a melhor técnica de gerenciamento de tempo e rever seus hábitos.

Algo que Charles Duhhig aborda em seu best-seller “O Poder do Hábito” e que podemos usar aqui é a questão da recompensa. Ao criarmos ou modificarmos hábitos, nos damos recompensas sempre que exercemos o novo hábito, até que o cérebro se acostume à nova rotina. Você pode utilizar essa estratégia contra a procrastinação, “presenteando-se” por cumprir suas tarefas e prazos.

Observe se você vem cometendo algum destes “pecados” e leia os demais artigos linkados ao longo deste. Eles irão ajudá-lo a identificar sua motivação e como trabalhar melhor suas metas para, de fato, serem atingidas.

Vencidas essas barreiras, sua estrada rumo aos seus objetivos estará muito mais tranquila de ser percorrida.

Boa jornada e muitas realizações!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Conheça as vantagens e desvantagens do outsourcing

Empowerment: O Que é, sua Importância nas Empresas e Exemplos

Dinâmica de Apresentação: Como Fazer, Dicas e Exemplos Práticos

Diagrama de Ishikawa: Guia Completo Passo a Passo

O Carnaval chegou… todo cuidado é pouco!

AFINAL, EXISTE UM MODELO DE CORPO PERFEITO?

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.