DE PAPO COM A MONJA COEN

Nem sei bem o porquê, porém aceitei o convite. E de repente estava de cara com uma monja, minha mente se recusava a acreditar que existisse uma monja que não fosse o produto da mídia. Mas existe sim. Após 12 anos morando no Japão, com a voz compassada e mansa, sem perder a potência, exibindo uma careca absurdamente brilhante e montada na indumentária.

Entendi que aquela palestra sobre negócios, liderança, paz e amor seria quase inusitada se não fosse a mente surfar no contraponto das lembranças de “O Monge e o Executivo”. Mas decidi que era necessário baixar minha régua para fazer valer o tempo investido ali, afinal, eu fora convidado por uma executiva que auxiliou na administração do evento.

Apesar de umas duas palavras fora de contexto, por erro de palavra e não de pensamento, os números apresentados foram interessantes, mas sem a apresentação de fontes, o que reduz minha aceitação. Um deles é que apesar dos rumores, o mundo está 6% por cento menos violento que tempos passados, porém o acesso às informações e bombardeios da mídia chegaram a aumentar em 600%. Sabia desse aumento, mas não que chegava a este absurdo. E isso explica muita coisa.

Outro ponto que quero destacar foi minha quebra de paradigmas pessoais quanto à meditação. Eu que sempre busco respirar pelo diafragma, por força da profissão de comunicador de fala, reaprendi a respirar pelo abdômen, numa aula expressa, que aqui busco repassar.

Ao fazer o exercício é preciso estar sentado, numa posição em que a cervical, pedaço da coluna que fica no pescoço, esteja em linha reta e que o crânio esteja bem encaixado. Estranhamente nunca tinha pensado no encaixe do meu crânio na base da coluna. Imagino que nem você. Mas é exatamente esse o segredo. Sem deixar o queixo para cima ou para baixo, é que se inicia o tal exercício de respiração. Aprendi também que gente de nariz empinado, vez por outra sente dor na área do pescoço. Senti uma pequena e involuntária vibração de alegria.

DE PAPO COM A MONJA COEN

Respira-se profundamente… Sem encher os pulmões, sem forçar. O segredo está na saída do ar. Solte-o lentamente, mais e mais, até o final e forçando a liberação do último fragmento do ar. Isso cansa. Repita a operação mais duas vezes…

Meditar não é relaxar. E a musiquinha de fundo é só para iniciantes que possuem dificuldade em parar um pouco e curtir o seu momento. Comprei ainda a ideia de que é neste ponto de equilíbrio meditativo que você ouve uma sonoridade própria do mundo, você se sente conectado com tudo o que existe.

Nunca tinha entendido isso. Nos filmes de kung fu falavam em esvaziar a mente. A Monja disse que você só esvazia a mente quando está morto. Fiquei mais tranquilo com a minha incompetência em deixar a mente liberada para o nada. Ao contrário disso, quando se entra na respiração cadenciada, o que você vê são as cenas do seu dia passando por você como se fosse uma recapitulação. Você acaba entendendo melhor o que se passou, os sentimentos e as atitudes.

Nunca havia curtido meditação, mas o fato é que pra mim, foi uma experiência de tranquilidade que pode surtir alguns efeitos mais práticos, como o equilíbrio das batidas do coração, pressão arterial e claro, tomada de algumas decisões. A monja afirmou que a mente precisa de menos água para funcionar, o que faz irrigar o restante do corpo com mais intensidade. É fato. O que ela não disse é que para funcionar adequadamente, o sangue precisa irrigar os neurônios, levando água, nutrientes e oxigênio, em escalas que vão de 25 a 40% de tudo o que a gente ingere.

Após a palestra apresentei alguns resultados de coaching com indígenas que a deixaram bem entusiasmada, dentro daquele entusiasmo de monja. Sinto que poderíamos conversar mais, porém de alguma forma, estar perto dela deixou de ser uma experiência comum, e valeu cada minuto do tempo investido naquela palestra e depois em um bate-papo. Até a próxima, monja Coen.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Conheça as vantagens e desvantagens do outsourcing

Empowerment: O Que é, sua Importância nas Empresas e Exemplos

Dinâmica de Apresentação: Como Fazer, Dicas e Exemplos Práticos

Diagrama de Ishikawa: Guia Completo Passo a Passo

O Carnaval chegou… todo cuidado é pouco!

AFINAL, EXISTE UM MODELO DE CORPO PERFEITO?

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.