O que é PNL? (Programação Neurolinguística): Guia Completo

Quer entender o que é PNL e como essa abordagem pode melhorar a sua vida pessoal e profissional?

Então é hora de desvendar essa sigla: Programação Neurolinguística.

Só não se assuste com o nome, pois a PNL é mais simples do que parece, embora tão poderosa quanto você pode imaginar.

Ficou curioso? Você vai ficar ainda mais.

Reorganizar a mente e modificar padrões cognitivos pré-estabelecidos são os principais objetivos da PNL.

Com essa abordagem, você ganha ferramentas para crescer profissionalmente e ser capaz de encarar os obstáculos de frente.

E se sua meta estiver relacionada às suas relações afetivas e familiares, a PNL também se aplica.

As técnicas de excelência da Programação Neurolinguística podem ajudar você a conquistar o sucesso nas mais diversas áreas da vida.

Quer saber como ela pode ajudar a concretizar seus objetivos? Siga a leitura e confira.

Entenda o que é PNL (Programação Neurolinguística)

A sigla PNL talvez seja mais conhecida do que o nome completo da abordagem, Programação Neurolinguística.

Esse método oferece ao praticante as ferramentas necessárias para desconstruir crenças limitadoras e buscar soluções objetivas para os problemas e desafios diários.

Assim, o conceito de PNL abrange muito mais do que uma simples reestruturação de pensamento.

Essa abordagem busca fazer com que o intelecto de cada pessoa trabalhe da melhor maneira possível e em sintonia com seus desejos individuais.

A pesquisa relacionada à PNL começou na década de 1970, na Universidade de Santa Cruz, na Califórnia, EUA.

Mas sua prática nunca esteve tão em alta quanto atualmente.

A busca por padrões comportamentais de sucesso foi o motor propulsor dos estudos realizados por John Grinder, professor de linguística, e por Richard Bandler,  estudante de psicologia que tinha elevado conhecimento de matemática e computação.

Somadas, suas expertises resultaram no que chamamos, atualmente, de Programação Neurolinguística.

Por que, diante da mesma situação e com os mesmos conhecimentos, algumas pessoas se destacam mais do que as outras?

Como determinados terapeutas (com os quais os pesquisadores trabalharam em conjunto) conseguiam desenvolver mais positivamente seus pacientes?

Quais eram as técnicas corporais e verbais aplicadas?

Que tipos de barreiras os indivíduos têm e como superá-las para alcançar os resultados necessários?

De que forma ressignifcar os modelos mentais?

Quais são os perfis considerados vencedores, como identificá-los e replicá-los?

Essas foram algumas das indagações que motivaram os profissionais americanos a começar sua empreitada para encontrar uma maneira de mudar certos traços de comportamento.

O resultado foi tão positivo, que, mais tarde, Grinder e Bandler se uniram ao experiente psicólogo e hipnotizador Milton Erickson, fundador da Sociedade Americana de Hipnose Clínica.

A parceria não poderia ter dado mais certo: juntos, os três comprovaram a eficácia da pesquisa e descobriram que é possível, sim, promover mudanças mentais benéficas e assertivas através de técnicas capazes de reprogramar a mente e a linguagem.

Assim, a PNL saiu do campo imaginário e atingiu um novo nível, que vem crescendo e se desenvolvendo cada vez mais.

História do surgimento do conceito da PNL

Você já deve ter percebido que a PNL busca decifrar o funcionamento interno das pessoas e tem como propósito encontrar formas de executar mudanças nesse âmbito, para que consiga alcançar os resultados almejados em sua vida.

Mas é preciso entender, antes de mais nada, que os indivíduos possuem um modelo mental próprio – moldado a partir de sua percepção de mundo, suas vivências e experiências.

Segundo o próprio co-fundador do conceito, Richard Bandler, a PNL pode ser definida como: O estudo da estrutura da experiência subjetiva do ser humano e o que pode ser feito com ela”.

O que isso quer dizer é que todas as atitudes de uma pessoa são tomadas a partir da visão global que elas têm.

E é possível reprogramar essa forma de enxergar o mundo para que seja viável enxergar novas realidades, diferentes das verdades absolutas construídas mentalmente.

A partir do momento que se consegue desconstruir ou superar certas crenças, sentimentos e emoções negativas, o cérebro está apto a reconhecer novas possibilidades e aceitar outros pontos de vista, mudando padrões limitadores.

Assim, o indivíduo é capaz de eliminar quaisquer obstáculos entre um sonho e sua concretização.

Considerada por muitos como o “manual  de instruções do funcionamento do cérebro humano”, a PNL também pode ser descrita a partir de sua própria nomenclatura.

Com a aplicação das técnicas, a ideia é que, diante de determinada situação, a “programação” interna consiga organizar e filtrar as informações recebidas de uma maneira nova, ressignificada.

O canal “Neuro”, responsável pela interpretação da realidade (e pela linguagem não verbal), passa a ter uma visão diferente.

Já a parte “Linguística”, que abrange a linguagem (verbal) e o comportamento ficam responsáveis por influenciar e rotular a experiência – e a maneira como o sujeito se coloca diante do momento é fundamental.

Tudo está definitivamente ligado à forma de pensar e encarar cada circunstância.

O poder da mente humana e as técnicas de PNL

Para chegar aos resultados pretendidos, é preciso estudo e dedicação.

Afinal, alterar o mindset não é tarefa tão fácil, mas também está longe de ser impossível.

As técnicas utilizadas pela PNL promovem mudanças comportamentais significativas – sempre na direção dos objetivos traçados.

Se você quer programar a sua mente para sentir-se bem, motivado e no caminho certo na busca por suas metas pessoais e profissionais, veja e aplique em seu cotidiano as técnicas utilizadas na PNL.

O cérebro é capaz de aprender tudo: basta você ensiná-lo.

Confira, a seguir, sete maneiras de melhorar significamente o seu desempenho em todos os níveis de suas relações com as técnicas de PNL:

1. Fogging

Tirar o foco.

Para controlar uma discussão, a técnica de Fogging (que, em inglês, significa nevoeiro), tem como objetivo contornar uma situação de conflito.

A dica é interromper o momento de tensão com alguma pergunta sobre o tema, colocando-se à disposição para resolver o problema.

Assim, é gerada uma “névoa” na argumentação acalorada.

O objetivo é que os envolvidos sigam por um caminho mais assertivo, eliminando o mal-estar que pode ter sido gerado.

Abordagens como “De que maneira posso ajudar a solucionar este impasse?” são bem-vindas.

2. Swish

Pensamentos e comportamentos indesejáveis e prejudiciais à performance do indivíduo não têm vez nesta técnica de PNL.

A regra é substituir tais sentimentos por imagens e lembranças boas e acolhedoras.

Trata-se de um redirecionamento mental que pode ser controlado – basta treinar o cérebro para isso.

Assim, toda vez que você for invadido por ideias ruins, refúgio e mantenha-se focado nas sensações positivas.

3. Ancoragem

Responsável por produzir mudanças permanentes, a ancoragem é um porto-seguro, que serve como um estímulo.

Para praticá-la: mentalize alguma memória afetiva (música nostálgica ou perfume que lhe faça pensar em alguém querido).

O objetivo é que essa lembrança possa ser acionada em uma determinada situação (algo que lhe deixe ansioso, ou relacionado ao seu sucesso profissional), quando se estiver no pico do estado emocional e necessitando de alguma resposta.

4. Rapport

O objetivo desta técnica é fazer com que as pessoas se conectem mais depressa.

Isto é, gerar uma sincronia instantânea entre os indivíduos envolvidos, para que haja um sentimento de vínculo em pouco tempo.

Muito usado nas vendas, o método consiste em imitar gestos e maneira de falar, seguir o mesmo ritmo de respiração, usar termos e palavras parecidas com a do cliente, por exemplo.

Assim, é criada uma empatia, capaz de gerar uma conversa agradável e alinhada.

5. Metáfora

A mente tem poder sobre o corpo – e vice-versa.

Uma das abordagens da PNL é utilizar metáforas para encontrar soluções antes impensadas devido ao bloqueio do cérebro.

Trata-se de uma técnica amplamente aplicada no tratamento de doenças.

Por exemplo: quando se solicita que os pacientes descrevam seus sintomas de forma ilustrativa, para que sintam-se bem ao perceber que outra pessoa finalmente compreendeu pelo que estão passando.

A ideia é mentalizar soluções imaginárias para que a dor vá embora, por exemplo. Assim, a mente se programa para melhorar.

Inclusive, uma série de pesquisas, reunidas em artigo do The New York Times, em março de 2017, apontam para a diferença que o pensamento positivo faz para o ser humano.

Um estudo de 2016 da Yale School of Public Health, por exemplo, detectou que essa abordagem tem benefícios para a saúde e aumenta a expectativa de vida.

A pesquisa foi conduzida com mais de 4 mil pessoas acima de 50 anos.

Em duas pesquisas anteriores, da Northwestern University Feinberg School of Medicine, há casos de pacientes que conseguiram amenizar sintomas ao encarar a vida por um viés mais positivo.

6. Círculo de excelência

Que tal recriar momentos em que você se sentiu extremamente confiante?

Primeiro, lembre-se desse tempo e da sensação que estava vivenciando.

Depois, imagine estar dentro de um círculo no chão.

Quando sentir-se no nível máximo de segurança, saia do disco imaginário e pense em algo diferente.

Quando precisar da autoconfiança novamente, retorne ao círculo e aproveite o sentimento de poder.

Revisite esse abrigo mental sempre que precisar.

7. Ressignificação

Enxergar as situações sob outros ângulos, dar espaço para o lado bom de cada momento e descartar a sensação negativa e de incapacidade.

Aqui, é importante entender que é preciso melhorar os aspectos comportamentais que precisam ser desenvolvidos e aprimorar aqueles que já são bons.

Doutrinar a mente para que ela dê um novo significado a diversos momentos.

Ou seja: aumentar a sua confiança, mudar seu ponto de vista, enxergar o lado positivo das situações.

Simplesmente, reprogramar o cérebro para que ele tenha uma visão mais otimista do mundo. Esses são alguns ensinamentos básicos de PNL e do seu poder.

PNL e o processo de Coaching

Se a PNL é responsável por transformar modelos mentais e traços de comportamento e o coaching desenvolve e aprimora as habilidades e capacidades do ser humano, a união dos dois métodos só poderia ser extremamente positiva.

De fato, é.

A aplicação da PNL no processo de coaching é capaz de trazer resultados muito significativos e potencializados, além de mudanças mais rápidas, eficientes e assertivas.

No universo do coaching, a PNL é utilizada com o objetivo de fazer com que você consiga atingir o sucesso que procura – na vida pessoal e profissional.

Assim, a Programação Neurolinguística fica responsável por trabalhar em aspectos neurais, enquanto o coaching promove mudanças em aspectos práticos, por meio do incentivo à busca por objetivos estabelecidos e identificação de potencialidades.

Por isso, a metodología de coaching que se utiliza das ferramentas de PNL traz um diferencial importante.

Entre os conhecimentos de PNL que são usados no coaching, podemos destacar o incentivo ao autoconhecimento, a ressignificação de valores, o conhecimento (e desconstrução) de algumas crenças, a determinação de objetivos e os gatilhos para que a pessoa desenvolva uma nova perspectiva de mundo.

Descobrir, mapear e eliminar pensamentos ruins e crenças limitadoras se torna uma tarefa mais fácil quando são utilizadas as técnicas de Grinder e Bandler.

Além disso, se for identificada alguma barreira para a execução dessas metas, o cérebro pode ser reprogramado.

Se você está em busca do equilíbrio emocional, quer melhorar seu desempenho, suas relações, se sentir mais confiante e ter uma visão mais positiva dos acontecimentos, portanto, o caminho do Coach e da PNL é extremamente benéfico.

Exemplos de utilização da Programação Neurolinguística no Coaching

O coaching e a PNL podem ser aplicados em diversas áreas, desde a comercial até o universo esportivo.

Se a pessoa demonstra, por exemplo, insegurança pelo fato de ter uma baixa autoestima, é possível mapear os motivos pelos quais isso acontece e modificar esse pensamento interno negativo de uma maneira bastante pontual.

Assim, com o auxílio da PNL, o coach terá mais subsídios para ajudar no autodesenvolvimento de seu cliente.

Afinal, se ele fosse investigar as razões pela sua falta de confiança fora dessa linha de estudo, certamente, o problema não seria resolvido tão prontamente – e o alcance dos objetivos seria muito mais lento.

Confira, abaixo, uma lista dos principais motivos pelos quais a utilização da PNL no processo de coaching é efetiva:

  • A PNL acelera o processo de coaching
  • A metodologia permite mudar ideias pré-estabelecidas e perfis comportamentais
  • É capaz de solucionar e alinhar tantos os conflitos internos, quanto externos
  • Permite que você atinja seus objetivos em prazos menores
  • Fornece um controle emocional superior
  • Proporciona aumento da autoconfiança
  • Diminui o estresse nas situações do dia a dia
  • Possibilita a transformação da linguagem, para que ela fique de acordo com as metas determinadas
  • Garante uma significativa melhora na qualidade das relações
  • Proporciona facilidade para remover possíveis barreiras e pensamentos limitadores
  • Ressignifica comportamentos e processos mentais
  • Aborda e trabalha com uma realidade mais otimista
  • Melhora a forma como a pessoa se expressa para o mundo e como influencia as situações
  • Ajuda a manter o foco
  • Gera empatia rapidamente
  • Viabiliza o equilíbrio emocional.

Benefícios da utilização da Programação Neurolinguística em diferentes áreas

Uma nova forma de enxergar o mundo e suas potencialidades é o que a PNL proporciona a todos que decidem aplicar suas técnicas.

Além de oportunizar que os seres humanos se conheçam verdadeiramente (o autoconhecimento é um caminho certeiro para a felicidade), a metodologia também incentiva que as pessoas sigam sedentas por aprendizagem.

Tudo isso traz uma sensação boa, pois faz com que os indivíduos queiram sempre o melhor pra si, o que  gera a autoconfiança e autoestima necessárias que nunca falte motivação para seguir em frente.

Outro ponto fundamental é saber quais são os limites individuais e até onde vale a pena depositar energia.

Afinal, com os objetivos bem definidos, fica mais fácil saber como agir.

Mas não é só isso.

Em constante busca pelos melhores resultados, quem aposta na PNL também desenvolve a mente de forma positiva, aumentando a inteligência e maturidade emocional.

O comportamento é outro aspecto que evolui, pois o controle da mente demonstra que é possível aprender a oferecer o melhor de si em todas as situações.

Quando você reprograma hábitos e crenças limitadoras e se condiciona a enxergar o mundo com um viés pragmático, consegue estabelecer e cumprir metas e alcançar mais facilmente os seus objetivos.

Veja como isso influencia em diferentes áreas profissionais e pessoais da vida:

Vendas

Com essas ferramentas, você vai ter maior segurança ao vender, estabelecer uma conexão imediata com o cliente, saber contra-argumentar com tranquilidade, sentir-se seguro e identificar os desejos do comprador.

Dessa forma, aumentar o número de vendas e os resultados no fim do mês fica muito mais fácil.

Saúde

Quem atua na área da saúde pode se beneficiar amplamente da PNL.

Com essa abordagem, você pode ajudar os pacientes a encontrar propósito na vida, confiança em suas ações e positividade em momentos difíceis.

Para o tratamento de fobias, traumas e medos, as ferramentas de PNL também são recomendadas.

Educação

Para educadores, a PNL é um poderoso instrumento de trabalho.

Com suas ferramentas, você tem condições de inspirar os alunos e torná-los curiosos e dispostos a aprender.

Dessa forma, é possível ter um diálogo aberto, entender suas dificuldades individuais e traçar objetivos claros e de acordo com as capacidades individuais de cada um.

Esporte

A concentração e a resistência mental são indispensáveis para qualquer um que pratique esportes.

A mente, portanto, tem um papel importante, pois está diretamente ligada aos resultados que o corpo será capaz de produzir.

Para atletas, a PNL é símbolo de uma estratégia que conduz à vitória.

Gestão

Qualquer um que exerça um cargo de liderança precisa ter foco e habilidade para lidar com pessoas.

Daniel Goleman, psicólogo americano respeitado no âmbito corporativo, destaca, em seu livro e em artigo publicado na Harvard Business Review, que inteligência emocional é a habilidade mais importante para um líder de sucesso.

A PNL, nesse contexto, pode ajudar gestores e compor modelos mentais capazes de gerar melhores resultados em negociações e a gerenciar equipes de maneira mais assertiva.

Conclusão: como as técnicas de PNL podem ajudar você?

Como você descobriu neste artigo, as técnicas de PNL não são exatamente novas, considerando que suas primeiras aplicações remetem à década de 70.

Mas, na realidade acelerada e tecnológica em que vivemos, elas se tornam cada vez mais úteis.

Os novos modelos de trabalho nos exigem confiança, resistência mental e capacidade para enfrentar desafios com segurança e positividade.

A partir de uma reprogramação de hábitos, crenças e emoções, você poderá verdadeiramente alcançar seus objetivos.

E o melhor: tornar a realização de sonhos uma jornada extremamente prazerosa.

Nesse caminho, vale a pena descobrir um atalho, um acelerador que vai levá-lo mais rapidamente ao seu destino: o coach.

Esse profissional é capacitado em PNL e outras metodologias de desenvolvimento.

Com elas, o coach tem condições de ajudá-lo a se descobrir melhor, a entender o que de fato você almeja e a enxergar quais rotas podem guiá-lo, de acordo com seus valores e visão.

Então, o que está impedindo você de chegar mais longe?

De conquistar seus objetivos?

De encontrar sentidos, lições, aprendizados e vitórias ao longo do caminho?

Talvez basta girar a chave para perceber como a PNL pode ajudar.

Se este artigo foi útil para você, aproveite para compartilhar com os amigos nas suas redes sociais.

Se desejar, entre em contato conosco.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Como viver de coaching?

Coaching Generativo: O que é, Como Funciona e Como Aplicar

5 passos de como construir um negócio milionário em coaching

6 passos de como ter um negócio bem-sucedido como coach

Aprenda a viver 100% de coaching: guia completo

Marketing para coaches: alavanque sua autoridade no mercado

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.