Quer ser mais feliz no amor? Seja verdadeiro consigo

E agora vem aquela perguntinha complicada: como ser eu mesmo?
E agora vem aquela perguntinha complicada: como ser eu mesmo?

(Por Mariana Viktor)

Quem nunca correu atrás de fórmulas prontas para resolver os problemas afetivos, não é? Na hora do sufoco, coração apertado, sempre aparece alguma dica bacana que faz duas ou três fichas caírem.

Mas cuidado com o self service de sugestões que não ensinam a refletir e induzem a comportamentos que não têm a ver com nosso jeito de ser, com nossos valores internos, apresentando o que parece “certo” de modo geral – uma espécie de consenso que pode até funcionar para alguns, mas talvez viole o que você tem de mais sagrado: você mesmo. Isso remete a uma reflexão gigante porque existem tantos caminhos, tantas possibilidades de ser, que nosso foco fica saltando de uma para outra e, de repente, não sabemos mais quem somos.

O título deste artigo é a conclusão de uma pesquisa conduzida pela psicóloga Amy Brunell, da Universidade de Ohio (EUA), e publicada na revista Personalidade e Diferenças Individuais. Participaram do estudo 62 casais universitários, que afirmaram perceber o relacionamento como mais positivo e gratificante quando se é verdadeiro consigo mesmo.

E não é somente dessa verdade pessoal que pode nascer um contato mais profundo entre as pessoas, aquela intimidade gostosa, cúmplice, parceira? Agora pense: tem como isso acontecer quando imitamos o comportamento dos outros ou fazemos o que “parece ser o certo”? Quando somos superficiais conosco mesmo, teremos relações superficiais e insatisfatórias.

E agora vem aquela perguntinha complicada: como ser eu mesmo? Por mais estranho que pareça, podemos, sim, perder o contato com nosso próprio mapa e terminar nos (des)orientando pelo mapa dos outros.

Não dê atenção excessiva ao que podem estar pensando sobre você.
Não dê atenção excessiva ao que podem estar pensando sobre você.

Como resgatar o seu mapa:

1 – É difícil, mas é essencial: pare de se comparar, porque cada vez que você faz isso seu foco vai para fora e você se perde de você. Uma atitude saudável é se inspirar nas pessoas que você admira quando quiser desenvolver alguma habilidade – mas evite comparações;

2 – O bem-estar é o guia pessoal e intransferível para indicar a sua direção. Lembre-se disso quando achar que precisa se comportar assim ou assado e forçar-se a fazer coisas que lhe causam desconforto;

3 – Não dê atenção excessiva ao que podem estar pensando sobre você. Acredite: as pessoas sempre pensam algo sobre você – e preocupar-se com isso é perder uma energia valiosa que pode ser aplicada a coisas mais úteis para a sua felicidade;

4 – Pergunte-se sempre: isto é realmente o que acho, penso e acredito, ou essa “verdade” pode ser a verdade de outras pessoas, que acabei assimilando sem perceber? Para onde aponta a minha bússola pessoal?

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Conheça as vantagens e desvantagens do outsourcing

Empowerment: O Que é, sua Importância nas Empresas e Exemplos

Dinâmica de Apresentação: Como Fazer, Dicas e Exemplos Práticos

Diagrama de Ishikawa: Guia Completo Passo a Passo

O Carnaval chegou… todo cuidado é pouco!

AFINAL, EXISTE UM MODELO DE CORPO PERFEITO?

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.