Relações humanas no trabalho: sua importância para o sucesso

relacoes humanas no trabalho sua importancia para sucesso

Como estão as suas relações humanas no trabalho?

Lembrou algum colega com quem você tem problemas?

Então, é hora de refletir sobre o seu bem-estar no ambiente de trabalho.

Afinal, as relações humanas são fundamentais não apenas para o bom andamento das tarefas, mas para que você ajude a construir um clima corporativo saudável.

Convenhamos: ninguém gosta de estar em um ambiente cheio de conflitos, não é mesmo?

Para não correr esse risco, alguns fatores são imprescindíveis para as relações humanas no trabalho: empatia, respeito, colaboração.

Será que você está aplicando isso na prática?

É o que você vai descobrir neste texto.

Nas próximas linhas, tire todas as suas dúvidas sobre os seguintes tópicos:

  • O que são relações humanas no trabalho
  • Erros que prejudicam as relações
  • Dicas para melhorar
  • O papel do líder
  • Boas práticas na relação do trabalho
  • Trabalho em equipe
  • Benefícios do coaching.

Ficou curioso? Então, siga com a leitura.

O que são as relações humanas no trabalho?

relacoes humanas no trabalho o que sao

Relações humanas no trabalho são as interações que ocorrem na empresa.

Trata-se do relacionamento entre colaboradores e entre chefes e funcionários.

Por isso, é algo que vai além da hierarquia e dos processos da empresa, impactando diretamente no convívio diário no ambiente de trabalho.

Assim, boas relações no trabalho dependem de competências interpessoais, ou seja, da capacidade de se comunicar com outros.

Elas ocorrem em momentos como:

  • Delegação de tarefas pelo líder
  • Reuniões
  • Trabalho em equipe
  • Troca de ideias entre colaboradores.

Ou seja: a todo momento, na rotina de uma empresa, é preciso criar relações humanas.

E por que elas são tão importantes?

A resposta está no próximo tópico.

Qual a importância das relações humanas no trabalho?

De modo geral, as relações humanas no trabalho determinam o clima organizacional da empresa.

Assim, se as relações são conturbadas, o ambiente de trabalho é permeado por estresse, conflitos e desmotivação da equipe.

E se você passa a maior parte do dia na empresa, não é isso que você quer, certo?

Por isso, manter um bom relacionamento com colegas é fundamental para a criação de um ambiente positivo, que favorece o trabalho em equipe, a cooperação e a produtividade.

Para Matt Petryni, em um artigo para a revista Chron, as relações humanas no trabalho são parte importante do que faz um negócio funcionar, uma vez que funcionários devem trabalhar em conjunto, comunicar ideias e gerar motivação.

“Sem uma cultura de local de trabalho estável e convidativa, desafios difíceis podem surgir tanto na logística de gerenciamento de funcionários quanto no resultado final”, aponta.

Em artigo para a revista Forbes, Paolo Gallo, assessor sênior do presidente do Fórum Econômico Mundial de Genebra, diz que relações positivas no trabalho baseadas em respeito, cooperação e confiança são essenciais para a felicidade.

“Temos que internalizar que o networking não funciona quando nos envolvemos com as pessoas apenas quando precisamos delas: precisamos ser doadores constantes de nosso tempo, atenção, respeito e ajuda”, pontua.

Quais os erros devem ser evitados nas relações humanas no trabalho?

relacoes humanas no trabalho quais erros devem ser enviados

Confira três erros que afetam as relações humanas no trabalho.

Falta de empatia e desrespeito

A empatia é a capacidade de se colocar no lugar do outro e buscar compreendê-lo.

Quando isso não existe na empresa e os colaboradores são indiferentes uns aos outros, fica difícil realizar trabalhos em equipe e resolver conflitos.

Além disso, desrespeito é um dos principais erros que prejudicam as relações.

Ele ocorre quando os colaboradores não sabem lidar com as diferenças, características e ideias dos colegas, realizando comentários ofensivos e agindo de maneira rude.

Arbitrariedade

Arbitrariedade é um erro comum entre líderes e gestores.

Ela ocorre principalmente quando a delegação de tarefas ou a concessão de benefícios são feitas devido à preferência pessoal por um profissional específico.

Mas a arbitrariedade, além de ser injusta, causa desmotivação e insatisfação nos funcionários, impactando diretamente em problemas de relacionamento entre a equipe.

Excesso de competitividade

Um pouco de competitividade pode até ser saudável, mas um nível elevado interfere nas relações humanas.

Isso porque ela estimula o individualismo e pode levar os funcionários a não cooperarem uns com os outros, justamente por terem medo de que outras pessoas se destaquem na empresa.

Como melhorar as relações humanas no trabalho?

Confira a seguir três dicas para construir melhores relações no trabalho.

1. Comunicação eficaz

Comunicação eficaz é um fator chave para melhorar as relações humanas no trabalho.

É ela que permite a troca de ideias, a solução de eventuais conflitos entre colaboradores e o respeito mútuo.

Falar com clareza e respeito, assim como saber ouvir os colegas, é fundamental para estabelecer uma comunicação eficaz.

2. Feedback 360º

O feedback 360º é uma ferramenta de gestão de pessoas em que cada colaborador é avaliado levando em conta a percepção de si mesmo, colegas, chefes e subordinados.

Ou seja: é uma forma de avaliar como o perfil de cada pessoa é percebido na empresa, identificar competências a serem desenvolvidas e pontos fortes.

Claro que, para funcionar, o feedback 360º demanda a comunicação eficaz e, sobretudo, críticas construtivas apontadas com respeito.

3. Inteligência Emocional

A inteligência emocional é fundamental para que você compreenda a maneira como reage a determinadas situações e de que modo é possível gerenciar as suas emoções no trabalho.

Isso impede que você tenha atitudes impulsivas ,que possam prejudicar a relação com colegas, das quais você pode se arrepender depois.

Quais riscos impedem o desenvolvimento das relações humanas?

relacoes humanas no trabalho quais riscos impedem desenvolvimento

Veja abaixo alguns dos riscos que impedem o desenvolvimento das relações no trabalho.

Limitar seu círculo de relacionamento aos seus pares

Será que você está se relacionando somente com os seus pares  - pessoas que estão no mesmo nível hierárquico que você?

Essa é uma atitude que deve ser evitada.

O bom desenvolvimento de relações humanas depende da interação entre pessoas de diferentes grupos da empresa, de modo a não criar divisões no ambiente de trabalho.

Não aceitar as diferenças de opinião

No ambiente de trabalho, sempre haverá divergência de opinião.

Você pode até não concordar com o ponto de vista de um colega, mas é preciso respeitá-lo.

Afinal, você também quer opinar e ser respeitado pelos outros, não é mesmo?

Não aceitar as diferenças de opinião é uma atitude que prejudica as relações humanas justamente porque a divergência leva a brigas.

Por isso, a empatia e o respeito devem entrar em jogo nessa hora.

Se apoiar nas relações e esquecer dos resultados

Claro que as relações humanas são importantes, mas não se apoie somente nelas e esqueça os resultados.

Para ser um bom profissional, é preciso agregar as competências técnicas e interpessoais e, ainda assim, entregar uma boa performance no cargo que você ocupa.

A teoria das relações humanas

A Teoria das Relações Humanas surgiu na década de 1930, no estado de Illinois, nos Estados Unidos.

As conclusões da teoria vêm de um estudo realizado em 1927 na Western Electric Company, uma fábrica em Chicago.

Tratava-se da Experiência de Hawthorne, realizada pelo Conselho Nacional de Pesquisas dos Estados Unidos e coordenada por George Elton Mayo.

O objetivo era estudar a relação entre a iluminação na fábrica e a eficiência dos funcionários.

A descoberta foi de que o comportamento dos operários era influenciado, na verdade, por fatores psicológicos e sociais presentes no ambiente.

Entre os apontamentos do estudo, está o de que organizações não eram apenas estruturas formais, como afirma Kathryn Hegar no livro Modern Human Relations at Work (Cengage Learning, 2012).

“Elas eram redes sociais em que as pessoas interagiam, buscavam e davam aceitação e encontravam alegria no trabalho e na troca social que ocorria enquanto estavam trabalhando”, explica a autora.

Em um artigo para a revista Especialize On-line IPOG, Fábio Siqueira menciona que a Teoria das Relações Humanas foi a primeira a olhar para os aspectos humanos das empresas.

“Ela foi, portanto, a primeira Teoria a priorizar a satisfação do empregado, a se ocupar de suas questões afetivas e pessoais”, aponta.

A relação entre administração e psicologia

relacoes humanas no trabalho relacao administracao psicologia

A administração e a psicologia são áreas que se relacionam.

Afinal, a empresa é um ambiente feito por pessoas e relações humanas.

Como a psicologia estuda o pensamento e o comportamento, assim como os próprios relacionamentos, ela pode ser aplicada à administração.

Ter esse conhecimento é importante sobretudo para os líderes da empresa.

Esse é, inclusive, um dos desafios dos gestores, de acordo com o livro Psicologia aplicada à administração (Elsevier, 2013), coordenado por Silvia Generali da Costa.

“Por que as pessoas reagem de forma tão diferentes a estímulos iguais? Sem entender muito bem o que acontece, partem então para a tentativa de avaliar o desempenho e punir o comportamento inadequado”, exemplificam os autores.

Na prática, isso significa que não é possível fazer uma gestão de pessoas eficientes sem ter algum conhecimento a respeito de teorias e práticas da psicologia.

O papel do líder

O líder tem papel fundamental para a criação de boas relações no trabalho.

Ele é o responsável por tomar decisões, observar cada funcionário e intervir quando é necessário resolver conflitos entre a equipe.

Além disso, é ele que deve engajar a equipe e envolvê-la nos desafios da empresa.

De forma geral, o líder tem estas incumbências:

  • Engaja a equipe
  • Delega tarefas
  • Ajuda na superação de desafios
  • Avalia as relações humanas
  • Resolve conflitos.

Fábio Siqueira diz que a liderança corresponde a incentivos que geram motivação na equipe para que os objetivos da empresa sejam alcançados.

“A base da liderança é a comunicação, é através desta que o líder se torna capaz de transmitir de forma clara sua mensagem fazendo com que seus liderados sintam-se mais motivados e encorajados para enfrentar o mercado tão competitivo nos dias de hoje”, explica.

No livro As relações humanas de cada dia (NBL, 2002), Getúlio Pinto Sampaio resume o papel do líder.

“Os líderes elogiam. Sabem encorajar, atribuir confiança e elevar, bem como estimular as outras pessoas”, ressalta o autor.

Dicas de boas práticas na relação do trabalho

Em um artigo para a Forbes, a coach de carreira Ashley Stahl aponta algumas das melhores práticas nas relações de trabalho.

Confira as três principais:

1. Busque o aprendizado

Toda interação no trabalho vale um aprendizado.

Por isso, sempre identifique a lição que você pode tirar de uma situação.

“Se o seu chefe criticar consistentemente o seu desempenho no trabalho, veja como você pode melhorar usando a sua voz e perguntando o que você deve corrigir”, exemplifica.

2. Não leve para o pessoal

Stahl pontua que, na maioria das vezes, enxergamos no outro aquilo que não queremos ver em nós mesmos.

A dica, então, é ter isso mente se você for acusado por um colega a respeito de uma característica que, na verdade, não faz parte do seu perfil, e sim do perfil dele.

3. Agradeça

De acordo com a coach, é preciso surpreender com uma atitude positiva para influenciar o ambiente de trabalho.

Agradecer é uma maneira de fazer isso.

“Manter um equilíbrio e incorporar a atenção plena ao trabalho pode ajudá-lo a lidar com situações difíceis”, diz ela.

Trabalho em equipe e as relações humanas no trabalho

relacoes humanas no trabalho equipe

Um ambiente de trabalho com boas relações humanas é requisito básico para o trabalho em equipe.

Afinal, essa é uma experiência compartilhada que demanda cooperação, empatia, confiança e respeito entre os colegas.

Compreenda que a equipe está trabalhando com foco em um único objetivo e que cada colaborador é importante para o processo como um todo.

Coopere com os colegas, ajudando-os sempre que necessário, e não tenha medo de pedir ajuda também.

Nessa hora, é preciso colocar em prática todas as dicas deste texto para cultivar um bom relacionamento com os colegas.

Se os profissionais não têm uma boa relação, é impossível trabalhar em equipe.

Pelo contrário, se as relações humanas são positivas, a equipe recebe diferentes benefícios:

  • Aumento da produtividade
  • Espírito de colaboração
  • Aumento de performance
  • Motivação e engajamento
  • Atuação em um ambiente de trabalho saudável.

Como o Coaching pode auxiliar na melhoria das relações humanas?

Se você percebe que a sua relação com colegas não está indo bem, uma ótima alternativa é recorrer ao coaching.

Trata-se de uma metodologia voltada ao aprimoramento de competências e habilidades comportamentais, empregada para atingir os seus objetivos.

Assim, se a sua meta é criar melhores relações humanas, o coaching trabalha competências comportamentais como empatia, motivação, positividade e autocontrole.

Ou seja: todas aquelas habilidades importantes na hora de se relacionar com os colegas de trabalho.

O coach é o profissional que ajuda na identificação de vulnerabilidades e potencialidades do coachee, de modo a destacar as competências necessárias.

Assim, você leva até ele a sua demanda, e ele ajuda a traçar o caminho até o seu objetivo.

Dessa forma, um dos principais benefícios do coaching é o autoconhecimento.

Durante o processo, você será constantemente instigado a refletir sobre o seu comportamento, emoções e expectativas.

Por exemplo: vamos supor que você não consiga manter um bom relacionamento com colegas devido à impulsividade na hora de falar.

Então, com autoconhecimento, você identifica os gatilhos da impulsividade e aprende a controlar o comportamento quando está no ambiente de trabalho.

Coaching de equipe e os benefícios para as relações humanas no trabalho

relacoes humanas no trabalho coaching de equipe beneficios

Se o grupo está enfrentando problemas ou deseja melhorar as relações, a opção ideal é recorrer ao coaching de equipe.

Enquanto no coaching individual as sessões são feitas com apenas um coachee, no coaching em equipe, todos os integrantes do grupo participam de uma mesma sessão.

Com o grupo reunido, o coach ouve o que cada um tem a dizer: o que incomoda nas relações com colegas e sugestões de melhorias, por exemplo.

Esse é o momento em que o cenário da empresa é mapeado para encontrar a raiz do problema.

O coach ajuda na identificação de pontos fortes e fracos da equipe, avaliando quais competências os integrantes precisam desenvolver para fortalecer as relações.

Uma das vantagens é que o coaching em equipe fortalece o senso de coletividade e gera empatia.

Isso porque o processo instiga os coachees a pensar no grupo, e não apenas em si mesmos individualmente.

Os principais benefícios incluem:

  • Melhoria nas relações
  • Ganho de motivação
  • Engajamento e colaboração
  • Comprometimento com o grupo
  • Ganho de produtividade
  • Melhores resultados.

Conclusão

relacoes humanas no trabalho conclusao

Chegamos ao fim do texto, e esta é a hora de colocar as dicas em prática.

Lembre-se de que, se você passa a maior parte do dia no trabalho, cultivar boas relações humanas com os colegas é fundamental para o seu próprio bem-estar.

Pratique uma comunicação eficiente, demonstre empatia e respeito e pense que, no trabalho, você é parte de uma equipe.

Saiba ouvir opiniões diferentes das suas e tenha em mente que as diferenças entre os colegas apenas complementam o grupo.

E se você estiver com problemas com algum colega, sempre vale dar um feedback a ele sobre o que está incomodando, desde que seja de maneira respeitosa.

Nessa jornada, também cabe ressaltar a importância do investimento em um processo de coaching.

Ele é a chave para ganhar autoconhecimento, desenvolver competências importantes e aprender a lidar com outras pessoas no ambiente de trabalho.

Com isso em mente, reflita sobre a maneira que você constrói as relações com colegas e aproveite para utilizar as dicas deste artigo.

Se você gostou do conteúdo, compartilhe nas suas redes e deixe um comentário abaixo.

Comentários

Quem leu este post leu também :)

Código de conduta e ética profissional: tudo sobre o assunto

O que você faz para o seu desenvolvimento pessoal?

O que é autoeficácia e como ela pode ajudar você

Entenda o que é sincericídio e como ele pode afetar sua vida

Cursos de extensão EAD: Saiba as vantagens de aderir ao sistema

Descubra a importância de desenvolver a autoaceitação

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.