A Teoria da Motivação de Herzberg e a Satisfação das Pessoas

Satisfação: A Teoria da Motivação de Herzberg e a satisfação das pessoas
Liberdade, oportunidade e definição de metas, contribuem para um clima estimulante.

Boa parte do conhecimento atual sobre gestão estratégica deriva de observações em campos de concentração ocupados pelos Estados Unidos pouco depois da II Guerra Mundial. A dedicação dos soldados ao trabalho inspirou o psicólogo americano Frederick Herzberg a investigar o que influenciava esse comportamento dentro das organizações, dando origem à teoria dos dois fatores.

A pesquisa, feita em meados do século XX, foi baseada em duas fontes de dados: entrevistas feitas com operários do setor industrial e considerações sobre o preparo dos exércitos durante a guerra – processo composto por treinamento e logística.

Em todos os casos, Herzberg descobriu que a ausência de fatores higiênicos, também chamados de extrínsecos, provocava insatisfação e redução de desempenho. Quando implantados, limpeza, bons salários e perspectiva de crescimento na carreira teriam efeito preventivo, eliminando as prováveis causas de descontentamento. Por outro lado, se eles já fizessem parte da política da instituição, pequenos ajustes trariam resultados em curto prazo.

O psicólogo americano percebeu que a presença de elementos motivacionais, ou intrínsecos, como liberdade, oportunidade e definição de metas, contribuía para um clima estimulante. Entretanto, seria preciso equilibrar os dois grupos de fatores, internos e externos, para oferecer um ambiente adequado a uma vida profissional plena de felicidade, na qual os empregados poderiam potencializar habilidades individuais na busca por resultados.

Satisfação: Homem Mulheres
Os fatores que causam satisfação podem ser alterados por mudanças de valores na sociedade.

Atualmente os princípios da motivação são aplicados às descobertas recentes em Administração, que focam na valorização pessoal, para ajudar as corporações a compreenderem o que encoraja o trabalhador. Um dos métodos mais utilizados é a pesquisa qualitativa, que gera feedback de maneira eficiente porque capta respostas diretas do público-alvo.

Ela aponta o reconhecimento, o plano de carreira, a boa comunicação e o incentivo ao lazer como atrativos que favorecem a permanência do funcionário na empresa. A oferta de desafios, que permitem superar limites de criatividade e desempenho, também é um elemento influente.

Outro recurso derivado da evolução das teorias de Herzberg é o estudo de mercado. Avaliando o que as concorrentes de sucesso concedem às suas equipes, a organização pode escolher quais benefícios aplicar à política de gestão, com a vantagem de constatar previamente, a partir dos casos observados, se eles produzirão os resultados pretendidos.

Os fatores que causam satisfação podem ser alterados por mudanças de valores na sociedade. Líderes e gestores precisam saber como identificar isso e agir rapidamente para que não percam competitividade. O coaching relacionado às teorias da motivação prepara esses profissionais para enfrentar as oscilações e conduzir os negócios da melhor maneira, tanto no ambiente externo quanto internamente.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Entenda o que é sincericídio e como ele pode afetar sua vida

Descubra a importância de desenvolver a autoaceitação

Aprenda cinco dicas práticas de como desenvolver o autocontrole

Entenda as diferenças entre eficiência e eficácia

Aprenda a desenvolver o equilíbrio emocional

Aprenda a fazer um planejamento semanal e otimize seus resultados

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.