Times ou grupos?

Equipes possuem objetivos em comum, TODOS querem concluir um propósito, sem exceção.
Equipes possuem objetivos em comum, TODOS querem concluir um propósito, sem exceção.

(por Bruno Calderaro)

Venho utilizando esse espaço no blog para atacar alguns pontos que considero fundamentais para o desenvolvimento de competências, times e organizações. E hoje não será diferente.

Times ou grupos? Quais as características fundamentais entre esses dois elementos muito comuns dentro de empresas.

Acompanho líderes no desenvolvimento de suas equipes e até gestores que desejam aperfeiçoar suas lideranças. E o que mais vejo dentro dos cenários que acompanho é que eles chamam de times, o que na verdade é um grupo de pessoas.

Vamos lá!

Antes de mais nada é preciso entender que equipes possuem objetivos em comum, TODOS querem concluir um propósito, sem exceção, e dentro desse cenário, nada mais natural que o objetivo em comum seja definido pelo próprio time.

Não funciona, chegar em um grupo de pessoas e dizer “vamos todos nos empenhar e nos dedicar para dobrar a venda, porque nós iremos ganhar mais comissão”. No menor sinal de problema, o empurra-empurra será geral, cada um querendo salvar sua comissão numa analogia clássica, é o famoso SALVE-SE quem puder e que o capitão afunde com o navio.

Isso acontece simplesmente porque o objetivo não é do time, é de quem criou o objetivo, logo, quem inventou essa história que resolva ela agora, este fator está nas entrelinhas, quer você saiba, quer você não saiba, o fato é que se você não tomar cuidado, ele vai ocorrer.

Definir o objetivo junto do seu time é o primeiro passo para construção de um time de alta performance.

Definir ganhos, estabelecer responsáveis e atribuições individuais, definir critérios para consenso e estratégia para resolução de conflitos são alguns passos a serem dados junto ao time, para que ele se desenvolva e torne-se um diferencial competitivo da organização.

Parece não valer a pena tanto esforço para uma única variável?

Ok, experimente então um efeito muito comum dentro das organizações hoje, que anualmente leva milhões para o ralo em perda de produtividade e retrabalhos, a famosa “inversão da pirâmide”, onde mais e mais líderes têm experimentado um cenário onde os funcionários delegam suas atividades para cima na pirâmide hierárquica, onde  gerentes e responsáveis por setores e equipes são forçados a executar tarefas que já não se encontram em suas atribuições. Porém, por falta de desenvolvimento dos membros do time a saída para não perder o prazo é ele mesmo executar a tarefa.

Evoluir um time onde as pessoas se desenvolvem e são capazes de solucionar problemas e gerar resultados, é praticamente uma premissa para o sucesso da organização.
Evoluir um time onde as pessoas se desenvolvem e são capazes de solucionar problemas e gerar resultados, é praticamente uma premissa para o sucesso da organização.

Agora, se nesse momento, você considera que demissão e contratação é uma opção, sugiro considerar uma outra opção, pois além de extremamente custosa e demorada, invariavelmente se não houver o desenvolvimento adequado do novo contratado, ele voltará a apresentar baixa performance, e como resultado você terá o cenário inicial, onde as únicas coisas que de fato mudaram foram nomes diferentes e recursos a menos.

Com tanto em jogo, é quase suicídio “deixar que meu GRUPO de pessoas resolvam”, já que é para isso que eles são pagos.

Evoluir um time onde as pessoas se desenvolvem e são capazes de solucionar problemas e gerar resultados, é praticamente uma premissa para o sucesso da organização.

Afinal de contas, não é a toa que, times de alta performance são apontados como um dos principais ativos de uma empresa.

E em um mercado acirrado como nosso, vantagens competitivas como essa, é o que diferencia prejuízos dos lucros.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Conheça as vantagens e desvantagens do outsourcing

Empowerment: O Que é, sua Importância nas Empresas e Exemplos

Dinâmica de Apresentação: Como Fazer, Dicas e Exemplos Práticos

Diagrama de Ishikawa: Guia Completo Passo a Passo

O Carnaval chegou… todo cuidado é pouco!

AFINAL, EXISTE UM MODELO DE CORPO PERFEITO?

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.