Três pontos cegos da liderança: o que muitos líderes não querem enxergar, dizer, nem ouvir falar

Nem sempre enxergamos o que está na nossa frente, e isso pode abalar – e muito – o nosso desempenho como líderes. Ser analítico e autenticamente crítico em relação ao caminho que nossa liderança está tomando é um fator que influencia a nossa performance no comando da equipe. Sendo assim, enxergar, ouvir e discutir sobre nossos erros e fraquezas é um canal para tornarmos mais fortes, mais eficientes e mais bem-sucedidos, mesmo que este seja um processo árduo.

Selecionamos três “pontos cegos” da liderança, aqueles defeitos que poucos líderes enxergam, ou preferem não enxergar. Em contrapartida, quem os enxerga e toma atitudes para melhorá-los pode atingir a alta performance e desfrutar da excelência em sua carreira!

  1. Você está sempre focado em autopromoção?

Gastar muita energia em suas pautas pessoais e concentrar-se excessivamente em seu sucesso é um ponto cego da liderança. Líderes que caem nessa armadilha pagam um preço alto: baixas confiabilidade e credibilidade por parte de sua equipe.  Isso acontece porque estão compelidos a receber os créditos por realizações que, muitas vezes, não são 100% suas e a não assumir seus erros ou fraquezas, além de acharem que a “culpa não é deles” – é sempre de seus superiores, dos clientes ou de seus colaboradores.

Líderes assim geralmente são workaholics , colocando em xeque sua performance, e a de suas equipes, devido ao fascínio pelo trabalho acompanhado pela fome do sucesso. O que fazer para se curar desse vício? O remédio é ter empatia pelos colegas de trabalho e abrir os olhos para perceber o que acontece com eles. Isso porque um dos papéis principais do líder é contribuir para o crescimento de seus profissionais e, assim, construir uma equipe de alta performance. E sabe o que é mais interessante? Os melhores líderes são aqueles que formam novos líderes; aqueles cujo sucesso é consequência do sucesso de seus liderados.

2. Você tem a irresistível necessidade de estar sempre certo?

Quando a filosofia do “cliente está sempre certo” se aplica à liderança, ou seja, “o chefe está sempre certo”, é lançado o sinal de alerta. Isso sufoca a comunicação entre líderes e liderados – que se tornam condicionados a dizer exatamente aquilo que o chefe deseja ouvir, em vez de compartilhar suas ideias e conhecimentos – e conserva a crença de que o gestor é sempre incontestável.

Com o tempo, os colaboradores percebem que as recompensas serão maiores diante do “sim”, mesmo sabendo que, com respostas que “desagradem” o superior, poderiam contribuir muito mais para os resultados organizacionais. Uma das competências desenvolvidas no coaching é “saber ouvir”. Ao dar importância ao que os seus liderados têm a dizer, além de motivá-los, fazendo-os acreditar que são peças fundamentais para o sucesso da empresa, você se tornará um líder muito mais completo, respeitado e inspirador.

3. Você é um mestre em transformar pessoas em “máquinas”?

Compulsivamente focados em resultados, muitos líderes esquecem que seus colaboradores não têm engrenagens e parafusos, que são de “carne e osso”. É um grande erro pensar que os melhores profissionais (aqueles que atingem os melhores resultados) dedicam cada minuto de suas vidas à empresa; que não dormem, não comem, não vivem por estarem dia e noite cercados por índices, metas e análises. Você já esteve nessa situação?

Ao contrário dos que maus chefes acreditam, os profissionais que melhor performam são aqueles que têm ótima qualidade de vida. Já os bons líderes compreendem que, quando uma pessoa não está disposta a trabalhar por horas excessivas de trabalho, ela não é, necessariamente, desengajada; que os profissionais necessitam de incentivo e motivação para serem mais produtivos; que a performance de seu time depende da satisfação profissional e do bem-estar, dentro e fora da empresa; e, finalmente, se importam com o equilíbrio entre vida pessoal e profissional. E sabe qual é o meio mais eficiente de encontrar esse equilíbrio? O coaching, que reúne técnicas e ferramentas direcionadas a quem busca ser mais feliz na vida e na carreira!

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Diferentes tipos de liderança: conheça cada uma delas

Conheça as vantagens e desvantagens do outsourcing

Gestão de talentos: o que é, importância e como implementar

Treinamento de liderança: sua importância para o sucesso

As 3 Qualidades Indispensáveis de um Líder

Liderança: Diferentes Tipos, Estilos e Como Funcionam?

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.