Vamos desopilar a vida?

Desopilar é um momento nobre, que no dicionário significa aliviar ou desobstruir
Desopilar é um momento nobre, que no dicionário significa aliviar ou desobstruir.

(Por Marinaldo Matos)

Uma pessoa querida, da adolescência, afirmou estar em um momento muito triste. A conversa transcorria por conferência via internet, de Lion, na França. Rapidamente me precipitei a perguntar se ela gostaria de mudar aquela condição de tristeza. O “Levanta Astral” já estava preparado. Em seguida perguntei o quanto ela estava coprometida em querer mudar aquele estado comportamental. A nota foi próxima de 10. Segui com as demais etapas para iniciar. Pedi que respirasse profundamente. Ela o fez por três vezes. Senti que o “boeing” já estava prestes a decolar quando… “esqueci-me de falar que é por causa da minha avó, que morreu”.  A palavra seguinte que usei foi “desacelera…”.  Abortei a decolagem na cabeceira da pista.

Essa pessoa passara toda a infância tendo como modelo a avó. Nada mais justo que estivesse ressentida da perda. Descobri que o Levanta Astral tem sim os momentos de não aplicações. São momentos como esses, em que a nossa consciência está prestando homenagem a um ente querido que partiu. O nosso espírito está envolvido em uma aura de consternação. Faz parte da nossa cultura, cultuar o momento da partida. Em alguns grupos, esse momento da passagem é reverenciado com festa, um momento de emancipação do espírito.

Ficar triste é uma das manifestações que temos de homenagear um ente tão querido que se foi.
Ficar triste é uma das manifestações que temos de homenagear um ente tão querido que se foi.

É o “desopilamento da consciência”. Um momento de rara beleza do agradecimento a quem foi tão importante.  Esses momentos tem curta duração, uma noite, três dias… é relativo. A partir daí podemos nos preocupar. Desopilar é um momento nobre, que no dicionário significa aliviar ou desobstruir, já no dicionário informal significa ficar à vontade, descansar ou repousar.  Os mineiros, por sua vez, costumeiramente usam a expressão desopilar o fígado, que na essência quer dizer tirar uma boa prosa, ficar de bom humor.

E a minha preocupação maior foi ter sido, naquele momento, um intruso impertinente. Felizmente o meu sinal vermelho foi mais rápido.  Quase atropelei o momento “desopilar”.

Feitas as devidas modificações do plano de voo, o que sobrou desse momento foi a resiliência, essa capacidade de dar um novo salto de conhecimento e emoções e reconhecer que nem tudo deve ser encarado como uma ameaça.  Para minha colega, ficou a lição de que essa de ficar triste é uma das manifestações que temos de homenagear um ente tão querido que se foi. Outra é ter aproveitado todas as oportunidades para retribuir tanto amor e dedicação. E após a partida, dedicar sua memória em repassar seus ensinamentos para suas filhas, mesmo com realidades tão distantes.

A conexão foi estabelecida. Não é porque uma ferramenta não se aplica que outras não possam ser adequadas. Use as ferramentas de coaching com moderação, ouça seu coração e avalie sua percepção técnica para cada momento. O coaching é, por natureza, uma sucessiva busca pelo aperfeiçoamento da mente, uma troca constante de experiências e devoção aos seus desafios.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Conheça as vantagens e desvantagens do outsourcing

Empowerment: O Que é, sua Importância nas Empresas e Exemplos

Dinâmica de Apresentação: Como Fazer, Dicas e Exemplos Práticos

Diagrama de Ishikawa: Guia Completo Passo a Passo

O Carnaval chegou… todo cuidado é pouco!

AFINAL, EXISTE UM MODELO DE CORPO PERFEITO?

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.