Workaholismo: como o vício em trabalho pode atrapalhar a sua performance

O workaholismo é um vício perigoso, que ameaça a produtividade e a felicidade na vida e carreira. A boa notícia é que, ao combatê-lo com ajuda do coaching, você terá mais equilíbrio entre vida profissional e pessoal, além de alcançar a alta performance!

Você vive batendo recordes de horas extras? Trabalhar em todos os finais de semana e feriados faz parte de sua rotina? Mais de 15 minutos de almoço é perda de tempo? Não hesita em responder e-mails profissionais independentemente do horário ou circunstância? Perder uma ligação do chefe, mesmo que aos sábados ou domingos, parece o fim do mundo? Não se recorda da última vez que tirou férias com a família? Sofre de insônia, coração acelerado e ansiedade? Alerta: você pode ser um workaholic, e isso não é nada benéfico para a sua saúde, vida pessoal e, acredite, sua carreira!

Estima-se que problemas de saúde relacionados ao vício de trabalho custem aproximadamente 150 bilhões de dólares nos Estados Unidos. No Japão, o cenário é ainda mais alarmante: 2.000 trabalhadores morrem anualmente como consequência de jornadas de trabalho abusivas, tornando-se estatística do fenômeno conhecido como “karoshi” (morte por excesso de trabalho).  Expostas à exaustão, ao estresse e a hábitos alimentares nada saudáveis, pessoas demasiadamente dedicadas ao trabalho são mais suscetíveis a doenças cardíacas, vasculares, intestinais, inflamatórias e psicológicas.

Esse quadro é acentuado pelo mau desenvolvimento dos relacionamentos sociais, conjugais e familiares, além da falta de momentos de relaxamento e diversão, fatores associados ao bem-estar e à qualidade de vida. A equação é simples: “quanto mais tempo dedicado ao trabalho, menos tempo dedicado à família e aos amigos, menos tempo dedicado ao lazer”. Isso não é prejudicial apenas à vida pessoal: um dos motivos que diferenciam um profissional dedicado de um viciado é a vida que leva fora do trabalho!

Existe o pensamento equivocado, que assombra o mundo corporativo, de que para destacar-se na empresa e atingir a excelência é preciso um esforço sobre-humano, além do clássico “trabalho sempre em primeiro lugar”. Ser um profissional de sucesso, sem dúvida, requer esforço, mas não significa abrir mão de sua vida pessoal, da liberdade de relaxar por um tempo “sem pensar em trabalho”. Muito pelo contrário: sua qualidade de vida interfere diretamente em sua performance profissional.

A linha entre um profissional esforçado e um adepto compulsivo do trabalho é tênue, mas ela existe. O workaholismo demonstra falta de planejamento, má gestão do tempo, incompetência de trabalhar em equipe e baixa produtividade. Em contrapartida, um trabalho legitimamente dedicado resulta em alta performance, ou seja, capacidade de produzir mais, mais facilmente e com melhor qualidade em menos tempo. Esse nível de excelência só é alcançado quando, além de desenvolver competências relacionadas à sua área de atuação, o profissional desenvolve-se pessoalmente, elevando seu nível de satisfação com a vida.

Você trabalha em excesso e isso está prejudicando sua vida e carreira? Transformar a quantidade de horas trabalhadas em qualidade de trabalho depende de você, e você pode contar com o coaching para concretizar essa transformação. Com o programa Personal & Professional Coaching, da SBCOACHING, você aprenderá a realizar projetos profissionais sem abdicar do convívio familiar e social. Você dominará ferramentas para gerenciar o estresse, melhorar seus relacionamentos, administrar seu tempo e muito mais. Alcance a alta performance na vida e carreira!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Entenda o que é sincericídio e como ele pode afetar sua vida

Aprenda cinco dicas práticas de como desenvolver o autocontrole

Entenda como identificar e tratar as doenças psicossomáticas

Saiba como planejar e tirar um ano sabático

Aprenda a desenvolver inteligência emocional no trabalho

Saiba o que é resiliência e entenda como desenvolvê-la

Materiais Educativos

Como se tornar um Coach de sucesso

Escrito por Villela da Matta, presidente da SBCOACHING, este e-book traz 29 perguntas para alavancar o marketing, as vendas e as estratégias do seu negócio para seu sucesso…

Segredos da Paternidade Positiva

O envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse etc…

Brian Tracy

Brian Tracy é uma das maiores autoridades em coaching e negócios do mundo: em mais de 30 anos de atuação, passaram por suas palestras e seminários mais de 5 milhões de pessoas. Já atuou como coach e consultor em mais de mil empresas. Autor de dezenas de best-sellers, foi homenageado em 2011 com o Lifetime Achievement Award, concedido pela National Academy of Best Selling Authors. É fundador e CEO da Brian Tracy International, tem uma carreira de sucesso, principalmente nos setores de vendas e marketing, investimentos, desenvolvimento imobiliário, importação, distribuição e consultoria de gestão.

Flora Victória

Flora Victoria é fundadora da Sociedade Brasileira de Coaching, presidente da SBCOACHING Training e Mestre em Psicologia Positiva Aplicada pela University of Pennsylvania. Diretora educacional das empresas do SBCOACHING Group e founding fellow do Institute of Coaching (IOC) – órgão afiliado à Harvard Medical School dedicado ao avanço do coaching, Flora é considerada a maior especialista em psicologia positiva aplicada ao coaching do país. Seu trabalho precursor resultou na criação do primeiro treinamento de positive coaching do Brasil. Pioneira na condução de projetos de pesquisa e comprovação científica do coaching no país, tem contribuído significativamente para consolidar a credibilidade desse processo e estimular seu desenvolvimento no Brasil e no mundo.

Como trainer e master coach, Flora já participou da formação de mais de 45 mil coaches no Brasil. Responsável pelas parcerias internacionais firmadas pela SBCOACHING com instituições globais, Flora tem trazido para o Brasil o que há de melhor e de mais atual no coaching internacional. Flora representa a Sociedade Brasileira de Coaching como membro da Graduate School Alliance for Executive Coaching (GSAEC), instituição especializada no ensino acadêmico do coaching, e da Association for Coaching (AC), credenciadora internacional presente em mais de 50 países.

Escritora de obras que são referência no coaching mundial, Flora é coautora dos livros Personal & Professional Coaching®, Executive & Business Coaching®, Positive Psychology Coaching® e Career Coaching®, entre outros. Em parceria com Brian Tracy e Villela da Matta, escreveu Estratégias Avançadas de Vendas e Engajamento Total. Como parte de sua contribuição para o coaching global, Flora foi convidada a integrar uma equipe internacional cujo objetivo foi discutir e compreender a diversidade do coaching no mundo. Esse trabalho resultou no livro Diversity in Coaching: Working with Gender, Culture, Race and Age, lançado pela Association for Coaching (AC). Como especialista em coaching, negócios, liderança e psicologia positiva, escreve artigos para a Revista SBCOACHING, para a Revista Científica Brasileira de Coaching e para diversos portais.

Com graduações acadêmicas e especializações nas áreas de Governança Corporativa pela Harvard Business School, MBA pela FGV, Marketing pela ESPM e Tecnologia pela USCS, a expert em ciências comportamentais, Flora, aplica seu sólido conhecimento teórico e prático para contribuir com diferentes públicos na conquista de resultados e aumento de realizações.

Com uma experiência organizacional consolidada ao longo de 30 anos, antes de fundar a SBCOACHING Flora foi executiva da Claro e atuou em grandes empresas como Volkswagen, Ford e Bell South, nas áreas de planejamento estratégico, gestão de mudanças, governança corporativa, tecnologia e finanças. À frente da SBCOACHING Training™, dedica-se continuamente a expandir o portfólio de serviços e a elevar cada vez mais a qualidade e a eficácia do coaching.